Página  >  Notícias

Notícias


“Respeech” é o nome da campanha de “combate ao extremismo e discurso de ódio em Portugal” lançada por estudantes da Universidade de Coimbra.





Gravura, pintura e reciclagem são algumas das atividades promovidas pela CMAS para dar a conhecer a vida e a obra do professor, cientista e artista plástico.





Educação Especial e Inclusão

A Página da Educação e a ProfEdições saúdam e felicitam David Rodrigues pelo “Distinguished International Leader Award 2017”, recentemente atribuído pela mais importante organização mundial de académicos e profissionais da área da educação especial – Council for Exceptional Children, com sede em Washington.





Pacote vai abranger 150 municípios, totalizando 200 intervenções e um custo estimado de 200 milhões de euros.





ME “está a preparar instrumentos de flexibilização curricular, e não uma reforma curricular", pelo que não há motivo para alterações.





Embora o assunto ainda esteja em debate, a redução (progressiva) começa já no próximo ano letivo.





A PÁGINA já foi jornal, agora é revista e é para ser saboreada. Está de parabéns! Faz 25 anos!





1º Ciclo do Ensino Básico é o que regista menos casos; 3º Ciclo tem o maior número de casos.





Prémio visa estimular a qualidade da investigação no domínio das Ciências da Educação.





Depois da polémica criada pelas passagens de cariz sexual, o Plano Nacional de Leitura vai manter o romance de Valter Hugo Mãe apenas para o Ensino Secundário.





A Escola Secundária Alexandre Herculano (Porto), que foi encerrada na passada quinta-feira porque chovia nas salas de aula, reabriu parcialmente esta terça-feira, depois de algumas reparações.





A Câmara Municipal do Porto vai entregar na quinta-feira, 19 de Janeiro, instrumentos musicais a 25 novos alunos do ensino articulado do 5º ano do Agrupamento de Escolas do Cerco, no âmbito do projeto Música para Todos.





A nova proposta do Ministério da Educação para a vinculação extraordinária de professores prevê a redução para 12 anos do tempo mínimo de serviço e cinco contratos nos últimos seis anos, anunciaram os sindicatos, de acordo com a agência Lusa.





A Ordem dos Nutricionistas (ON) anunciou que uma das suas prioridades para o próximo ano é a luta por uma alimentação escolar saudável, que acredita poder ser assegurada por nutricionistas.





O barro negro de Bisalhães e a falcoaria portuguesa são Património Imaterial da Humanidade. A UNESCO aprovou as candidaturas em Adis Abeba.





Pela primeira vez, os alunos portugueses conseguiram resultados significativamente superiores à média da OCDE nos testes PISA (ciências e leitura).





Documento tem por base o relatório TALIS e refere que a progressão na carreira é quase nula e que os docentes portugueses são os que mais horas trabalham.





O SPN/Fenprof entregou no TAF do Porto uma ação administrativa para a declaração de ilegalidade da norma que deixou de considerar o intervalo das atividades letivas dos alunos como tempo letivo dos professores.





Incontornável no mundo da música, Dylan é o primeiro compositor de canções distinguido com o prestigiado galardão.





"Como podemos atrair novos professores quando em todo o mundo há tantos mal formados, mal pagos e subvalorizados?", pergunta um comunicado conjunto UNESCO/UNICEF/OIT.





Instituído pela Fenprof, com o apoio da SABSEG, o prémio, no valor de 7500 euros, foi atribuído por «A Convergência dos Ventos» (Dom Quixote, 2015).





O ministro da Educação garante que o Governo vai “lutar contra as dificuldades”.





De acordo com a Ordem do setor, o rácio de psicólogos por alunos é atualmente 1/1.700 alunos, quando o recomendado é 1/1.000,





De acordo com relatório do UNICEF, a situação mais problemática encontra-se na África subsariana, seguindo-se o sul da Ásia.





Metodologias na sala de aula, envolvimento da comunidade e educação artística e ambiental são alguns dos temas do encontro Ser Educação, de 5 a 9 de outubro, na vila de Soajo.





"A educação constitui uma das poucas oportunidades para mudar o destino de dezenas de milhares de deslocados à força”, destaca Filippo Grandi, do ACNUR.

 





Projeto que tem como objetivo a articulação entre bibliotecas públicas, municipais e escolares foi anunciado pelo ministro da Cultura, Luís Castro Mendes.





Escultor, desenhador, cenógrafo… José Rodrigues morreu num hospital do Porto onde esteve internado algum tempo. Licenciado em escultura pela ESBAP, fez parte do grupo Os Quatro Vintes. O cubo da Ribeira (Porto), o cervo (V.N. Cerveira) e Inês Negra (Melgaço) são obras de arte pública marcantes, como o são diversas representações de anjos, Cristos e Salomés em coleções públicas e privadas. A cofundação da Cooperativa Árvore e da Bienal de Cerveira e a recuperação do convento de San Payo são outras dimensões do seu legado. A Fábrica Social, no popular bairro operário da Fontinha (Porto) é, provavelmente, o seu definitivo projeto de intervenção cívica, “espaço de promoção e divulgação artística e cultural, comprometido com valores sociais e educativos”. Foi lá que, em maio de 2011, recebeu a PÁGINA para dois dedos de conversa, que aqui se recupera. António Baldaia [foto: cortesia de João Paulo Coutinho]





Para a Fenprof, "o resultado deste concurso veio confirmar que o terrível drama do desemprego continua a abater-se sobre os professores com uma violência enorme".





O Governo vai alargar o número de centros de formação de adultos. A medida pretende aumentar a escolaridade dos adultos, fazendo com que metade da população ativa consiga concluir o Ensino Secundário.





Numa sondagem promovida pelo UNICEF, participaram mais de 100.000 jovens de diversos países africanos e asiáticos, da Irlanda, Ucrânia, Chile e México.





“Pretende-se que as AEC não constituam mais horas de ensino formal, (...) dando espaço a atividades que cumpram as expetativas das crianças e a da sua formação integral”.





De acordo com a Direção-Geral da Educação, no ano letivo 2015/2016, participaram nas atividades do Plano Nacional de Cinema cerca de 25 mil alunos de 152 escolas.





O preço médio dos cabazes de manuais escolares varia entre 34,7 euros (1º Ciclo) e 189,1 euros (3º Ciclo), sendo este o mais pesado no orçamento familiar.





De acordo com os dados disponibilizados pela Direção Geral do Ensino Superior, há mais 133 vagas do que no ano passado para a primeira fase do concurso de acesso.





São três os cursos disponíveis (Cenografia, Figurinos e Adereços; Luz, Som e Efeitos Cénicos; e Interpretação), com equivalência ao 12º ano e qualificação de nível IV (permite a inserção no mercado de trabalho ou o acesso ao Ensino Superior).





A Câmara de Oliveira de Azeméis vai oferecer os manuais escolares aos cerca de dois mil alunos do concelho, das escolas públicas e privadas e do ensino doméstico.





Centenas de professores do Pré-escolar ao Ensino Superior vão estar reunidos no 38º Congresso do Movimento da Escola Moderna (MEM), que decorre de 21 a 23 de julho na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto. Ao longo de três dias vão ser apresentados relatos de práticas profissionais e os docentes vão refletir sobre alguns dos grandes temas do ensino e formação.





Até 30 de setembro, os institutos politécnicos podem candidatar-se a fundos de 23 milhões de euros destinados a estimular a atividade científica em instituições e unidades de investigação associadas.





As taxas de reprovação nos exames de Português e Matemática A (Ciências) do Ensino Secundário aumentaram. Embora as médias continuem positivas, os valores são inferiores aos do ano passado.





O Departamento de Ciências Sociais da Educação, do Instituto de Educação da Universidade do Minho, promove entre os dias 14 e 16 de julho o XI Curso de Verão Círculo de Saberes. Esta edição é dedicada ao tema “Educação de Adultos e ao longo da vida em Portugal e na Europa”.





Antonia Darder, João Paraskeva e Jurjo Torres Santomé são os convidados do SPGL para um debate sobre o futuro da Educação Pública, na Escola Secundária D. Dinis, em Lisboa [6-7 de julho].





O Sindicato dos Professores do Norte (SPN) promove no próximo sábado, 2 de julho, o seminário “Democracia, Crise, Autonomia, Administração e Gestão da Escola Pública”. O encontro, que vai decorrer no Seminário de Vilar, no Porto, vai contar com a presença de Manuela Mendonça (coordenadora do SPN e membro do Conselho Executivo da Internacional de Educação), Francisco Teixeira (formador e dirigente do SPN) e Porfírio Silva (deputado do PS e membro do Conselho Nacional de Educação).





O mais recente volume da Coleção A Página, “Pedagogia Social, Mediação Intercultural e (Trans)formações”, de Ana Vieira e Ricardo Vieira, vai ser apresentado na Escola Superior de Educação de Paula Frassinetti, no dia 2 de julho, às 11h30. A sessão vai contar com a presença dos autores, de Isabel Baptista, diretora da revista A Página da Educação, e Miguel Prata Gomes, da ESEPF.





Este sábado, 18 de junho, Lisboa vai ser palco de uma concentração em defesa de uma “Escola Pública de qualidade, democrática, para todos, inclusiva e gratuita”.





"Pedagogia Social, Mediação Intercultural e (Trans)formações”, de Ana Maria Vieira e Ricardo Vieira, é o mais recente volume da coleção A Página  e foi apresentado no Instituto Politécnico de Leiria.





O que é ser diferente? É bom ou mau? Este foi o tema que os alunos das escolas do Bom Sucesso e Gomes Teixeira trabalharam durante quatro meses e que deu origem a uma conferência.





Pela primeira vez no Porto, o Congresso Nacional dos Professores celebra os 50 anos da Recomendação da UNESCO/OIT, os 40 da Constituição e os 30 da Lei de Bases do Sistema Educativo.





O anúncio foi feito pelo ministro da Educação. A ideia é que em 2020 todas as crianças com 3 anos tenham lugar numa creche ou jardim-de-infância da rede pública.





O XXX Encontro Galego-Português de Educadoras e Educadores pela Paz [22 a 24 de abril] é dedicado ao tema “Família, Escola e Comunidade na Construção do Bem Comum”.





A Ciência Viva – Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica presta homenagem às cientistas portuguesas com “Mulheres na Ciência”. O livro dá rosto a mais de uma centena de investigadoras.





“É tudo uma questão de prioridades, e obviamente que o dimensionamento das turmas tem de ser pensado, tem de ser equacionado, e é isso que estamos a fazer” - Tiago Brandão Rodrigues, sobre as propostas do CNE, do PCP e d'Os Verdes.





De acordo com um levantamento feito pela Fenprof, num universo de quase 200 mil docentes, 53.158 estão em situação de precariedade. A Federação Nacional dos Professores alerta, também, para os casos de docentes do Ensino Superior com ordenados de 500 euros e contratos de apenas quatro meses.





Iniciativa da Associação de Professores de Matemática (a comemorar 30 anos de existência), decorreu na Escola Artística Soares dos Reis, no Porto.





A Universidade do Porto está de parabéns pelos seus 105 anos de existência. Neste Dia da Universidade do Porto, recorda-se o passado, celebra-se o presente e sonha-se com o futuro, numa cerimónia que vai reconhecer o mérito a estudantes e professores neste último ano.





A conclusão é de um estudo da Universidade Portucalense: em dez anos, “Portugal desinvestiu 200% no ensino das Tecnologias da Informação e Comunicação na escolaridade obrigatória”.





E se fosse eu? Iniciativa deixa um desafio aos estudantes para que, a 6 de abril, se coloquem na pele de um refugiado e escolham o que levariam na mochila tivessem de fugir da guerra.





O Pavilhão Rosa Mota acolhe [17 a 20 de março] a 14ª edição da Mostra da U.Porto. Trata-se de um “ponto de encontro informal”, que reúne todas as faculdades e centros de investigação da instituição.





O Ministério da Educação confirmou a distribuição gratuita de manuais escolares para os alunos do 1º ano de escolaridade já a partir do próximo ano letivo. A medida resulta de uma proposta do PCP e é aplaudida pelas associações de pais.





"Elas ouviram falar de uma grande mudança que ia entrar pelas casas. (...) São elas que acordam pela manhã as bestas, os homens e as crianças adormecidas."





O Parlamento Europeu aprovou um quadro-comum para a distribuição de fruta e leite nas escolas, no sentido de promover uma alimentação saudável. O orçamento previsto é de 250 milhões de euros/ano letivo.





Explicar a chamada crise dos refugiados, promovendo o conhecimento sobre migração e asilo na União Europeia, é o objetivo do projeto “Mais do que números”, dirigido aos alunos do 3º Ciclo e do Ensino Secundário.





Promover o contacto entre empresas e finalistas das diversas universidades é a ideia do “Porto de Emprego”, que decorre até 3 de março na FEP.





O escritor espanhol Javier Cercas venceu o Prémio Literário Casino da Póvoa, atribuído na 17ª edição do Correntes d'Escritas, com a obra “As Leis da Fronteira” (Assírio & Alvim). Este encontro, que reúne mais de 80 escritores de expressão ibérica, decorre até 27 de fevereiro, na Póvoa de Varzim.





Depois do Francês, a língua portuguesa é a mais falada nas escolas do ensino primário de Genebra.





A decisão de revogar a Bolsa de Contratação de Escola já tinha sido tomada pelo Ministério da Educação, por considerar este regime de contratação de docentes responsável “por instabilidade nas escolas e pelo começo tardio de anos letivos”.





A imagem captada por Warren Richardson é poderosa: dois refugiados fazem passar um bebé por uma vedação de arame farpado, entre a Sérvia e a Hungria, durante a madrugada.





Todas as semanas, crianças de São João da Madeira e Oliveira de Azeméis desenvolvem a prática do “toque positivo” como forma de relaxamento e prevenção do bullying.





Há oito portugueses entre os vencedores do concurso de bolsas de consolidação de 2015, no âmbito do programa europeu de Investigação e Inovação Horizonte 2020.





No âmbito da adesão à Redes Mundial de Cidades Amigas das Pessoas Idosas, a Câmara Municipal do Porto, em parceria com o Instituto Politécnico do Porto (IPP) e o Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS), vai promover um conjunto de workshops temáticos, que pretendem promover o envelhecimento ativo e uma melhor relação intergeracional.





Lisboa vai ser a Capital Ibero-americana da Cultura em 2017. A candidatura da capital portuguesa, apresentada na qualidade de membro da União das Cidades Capitais Ibero-Americanas, foi aprovada por unanimidade e a decisão vai ser formalmente ratificada no próximo mês de junho, na cidade de La Paz, na Bolívia.





O Ministério da Educação (ME) vai devolver a todos os professores que fizeram a Prova de Avaliação de Conhecimentos e Capacidades (PACC) o dinheiro gasto com a realização da prova. Embora assegure que os docentes vão ser ressarcidos, o ME não vai, no entanto, rever as listas dos concursos para colocação nas escolas, avança a agência Lusa.





A campanha teve início no dia 3 de fevereiro e pretende chamar a atenção para os problemas que se vivem no 1º Ciclo do Ensino Básico, dando voz a todos os envolvidos nas comunidades educativas.





O Ministério da Educação português está a preparar a contratação de professores para escolas de referência em Timor-Leste, onde 12 das 13 escolas estão por abrir, três semanas depois do início do ano letivo, devido a atrasos no envio de docentes.





Um estudo do ISPA revela que 30% dos docentes estão emocionalmente exaustos e profissionalmente insatisfeitos. Os resultados do  estudo foram apresentados numa conferência promovida pela Fenprof.





A Fenprof promove na terça-feira [2 de fevereiro] uma conferência sobre “O stresse na profissão docente", com a participação de psicólogos clínicos e representantes dos grupos parlamentares.





O Governo está a trabalhar num diploma que permita que crianças com cancro possam ir à escola, garantindo-lhes condições especiais de frequência e avaliação. O anúncio foi feito por Tiago Brandão Rodrigues, na Comissão Parlamentar de Educação.





Promovida pela SPCE-SEC, a conferência A Educação Comparada para além dos números decorreu em Lisboa [25-27.jan].





A bolsa de contratação de escola vai ser substituída por um concurso nacional baseado na graduação profissional.





De acordo com um estudo do Unicef, realizado em 22 países afetados por conflitos, quase uma em cada quatro dos 109,2 milhões de crianças em idade escolar primária e secundária não recebe educação.





A Associação Portuguesa de Professores de Inglês está de acordo com o fim do exame Cambridge no 9º ano, por considerar que o exame criava assimetria entre as escolas.





O anúncio foi feito pela secretária de Estado Adjunta e de Educação, Alexandra Leitão, durante audição na Comissão Parlamentar de Educação.





O Ministério da Educação anunciou que vai acabar no próximo ano letivo com a bolsa de contratação de escola (BCE), por entender “que este modelo claramente não funcionou”. 





“Tivemos a indicação de que o Orçamento do Estado para 2016 que está em preparação terá um valor idêntico ao de 2015”, afirmou Mário Nogueira, secretário-geral da Federação Nacional dos Professores (Fenprof), no final de uma reunião com o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor.





Tiago Brandão Rodrigues poderá anunciar brevemente o regresso das provas de aferição no 4º ano de escolaridade e um novo modelo de avaliação para o Ensino Básico.





Professor e diretor da escola Tangerina, Manuel Rangel morreu esta terça-feira, após doença prolongada. No projeto pedagógico a que se entregou, aprender e divertir eram palavras de ordem. "É um projeto central na minha vida. E continua a dar-me gozo vir aqui todos os dias, reencontrar as crianças e pensar no que fazemos. Tenho sempre uma grande inquietação, nunca estou satisfeito, mas tenho um grande gozo nisto!" – assim termina a entrevista concedida à PÁGINA.

Professor e diretor da escola Tangerina, Manuel Rangel morreu esta terça-feira, após doença prolongada. No projeto a que se entregou, aprender e divertir eram palavras de ordem. "É um projeto central na minha vida. E continua a dar-me gozo vir aqui todos os dias, reencontrar as crianças e pensar no que fazemos. Tenho sempre uma grande inquietação, nunca estou satisfeito, mas tenho um grande gozo nisto!" – assim termina a entrevista concedida à PÁGINA.





Manuel Sobrinho Simões foi eleito pelos seus pares como o patologista mais influente do mundo. A questão foi levantada pela revista britânica “The Pathologist”. O fundador do IPATIMUP vIu assim reconhecido o seu contributo para a visibilidade da patologia.





A prova de avaliação de conhecimentos e capacidades (PACC) dos professores foi revogada pela Assembleia da República, com os votos do PS, PCP, BE, PEV e PAN.





É um dos mais novos ministros de sempre. Aos 38 anos, o cientista e investigador Tiago Brandão Rodrigues assume a pasta da Educação no Governo de António Costa.





A conferência de líderes parlamentares agendou para 27 de novembro a discussão dos projectos de lei do Bloco de Esquerda para o fim do exame do 4º ano e para a revogação da 'prova de avaliação de conhecimentos e capacidades' dos professores.





O ciclo de cinema “Nos Caminhos da Infância” prossegue nos dias 6 e 7 de novembro, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.





6.956 é o número de estudantes portugueses integrados no programa Erasmus, lançado pela Comissão Europeia em 1987. No total, Portugal já enviou 81.560 estudantes.





Felicidade, luz e os segredos do universo foi a conferência com que John C. Mather, Prémio Nobel da Física, abriu o Fórum do Futuro, que decorre no Porto até 8 de novembro.





Doutorada em Gestão e professora auxiliar da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, foi pró-reitora e trabalhou no setor privado (consultoria e banca).





A ideia é ajudar os estudantes a selecionarem as empresas que melhor se adequam às suas perspetivas de carreira e dar uma oportunidade às empresas de divulgarem as suas políticas e ofertas de colocação e formação. A primeira edição da FiNDE.UP vai decorrer na Exponor [3 e 4 de novembro].




Exposições, workshops, palestras, jogos, visitas orientadas e sessões do Circo Matemático são algumas das propostas da segunda edição da Feira da Matemática que vai decorrer no Museu Nacional de História Natural e da Ciência da Universidade de Lisboa, nos dias 23 e 24 de outubro.





Portugal é dos países europeus onde os estudantes universitários pagam propinas e taxas mais elevadas. É também dos que oferece bolsas de estudo mais altas.





Em 2016, Portugal vai receber cerca de 31,5 milhões de euros do Erasmus+. O programa da Comissão Europeia para iniciativas ligadas à Educação, Formação, Juventude e Desporto, terá um orçamento global de 2,2 mil milhões de euros e deve abranger 600 mil pessoas.





Com Os Memoráveis”, a escritora e professora Lídia Jorge venceu o Prémio Urbano Tavares Rodrigues, atribuído pela Federação Nacional dos Professores e pelo Grupo Sabseg. A escolha da obra, publicada em 2014, foi unânime.





A componente comum da Prova de Avaliação de Conhecimentos e Capacidades foi marcada para 18 de dezembro. A prova aplica-se aos professores contratados com menos de cinco anos de serviço.





“Tendências Tecnológicas Globais: Um Mundo Melhor?” é o tema de mais uma conferência na Fundação de Serralves, integrada no ciclo Tendências Globais 2030: Os Futuros de Portugal. Este encontro está marcado para quinta-feira, 15 de outubro, às 21h30.





O Sindicato dos Professores do Norte assinala o Dia Mundial dos Professores (5 de outubro) com a realização de um seminário em Braga, no próximo sábado [10 de outubro]. Manuel Carvalho da Silva, Manuela Esteves e Manuela Mendonça são os oradores convidados.





O Prémio Nobel da Literatura 2015 foi atribuído à jornalista e escritora bielorussa Svetlana Alexievich, autora de diversas obras sobre a sociedade soviética e o mundo que emergiu do colapso da ex-URSS. É a 14ª mulher entre 112 autores já distinguidos.





«Fa[r]do Escolar» acompanha o percurso escolar do jovem Arcílio, desde a escola primária até à universidade, durante o Estado Novo e faz um contraponto crítico da contemporaneidade do sistema educativo.





Dados do MEC indicam que a maioria dos alunos portugueses reprovou no 3º Ciclo ou teve, pelo menos, negativa a um ou dois exames nacionais.

 





A Federação Nacional da Educação (FNE) lançou no Dia Mundial do Professor a campanha #obrigadoprofessor, traduzida num espaço na internet onde é possível deixar mensagens de apoio e reconhecimento aos docentes (http://obrigadoprofessor.pt).





A Fundação Francisco Manuel dos Santos vai refletir sobre a Educação, num ciclo de conferências com oradores nacionais e estrangeiros. A Escola e o desempenho dos alunos é o tema da primeira (7 de outubro), no Fórum Lisboa.





A Fundação de Serralves promove mais um ciclo de conferências Tendências Globais 2030: Os Futuros de Portugal, encontros que vão decorrer de 28 de setembro a 11 de fevereiro de 2016. “Convergência num mundo interconectado ou fragmentação?” é o tema da primeira sessão, a ter lugar no dia 28 em Serralves, das 21h30 à meia-noite.





Para a Fenprof, o arranque tardio do ano letivo tem duas razões principais: “por um lado, o MEC ainda não tinha criado as condições necessárias; portanto, as escolas não arriscaram abrir antes da data-limite estabelecida.”





A ACE vai promover aulas livres de dança contemporânea, com a coordenação de Joana Providência, e um curso de formação teatral, com Cristiana Castro e Pedro Fiúza, como formadores.





Estudo do Observatório da Deficiência e dos Direitos Humanos conclui que, apesar dos progressos na proteção dos direitos das crianças com deficiências, Portugal ainda tem muito pela frente no que toca a implementação de legislação.





O ano letivo pode arrancar entre 15 e 21 de setembro, de acordo com o calendário definido pelo Ministério da Educação e Ciência, mas a opção da maioria das escolas foi começar no final desta semana ou no início da próxima, de forma a garantir professores para todos os alunos. Quem o diz são os diretores escolares: "os diretores tinham medo que as coisas corressem mal outra vez e, para não correr riscos, optaram por marcar para os últimos dias”.





Relatório revela que Portugal é o país da OCDE onde mais alunos (98%) têm acesso a computadores nas escolas.





Na FEUP, a próxima sessão do ciclo de debates Novos Paradigmas [18 de setembro] vai ser dedicada às políticas educativas e do mar, com a presença de representantes dos partidos com assento parlamentar.





O MEC autorizou a contratação de 214 psicólogos escolares para o corrente ano letivo e cerca de 1.500 professores vão receber formação para conseguirem distinguir um comportamento desafiador de uma perturbação psiquiátrica.





ClickProfessor é um espaço na internet que permite aos docentes criar, de forma gratuita, um perfil com os seus dados profissionais e a sua formação académica.





A Comissão Europeia quer reforçar a cooperação europeia nas áreas da Educação e da Formação até 2020, de acordo com um relatório, ainda em fase de projeto, que define algumas prioridades para estas áreas.





Foram 25.296 os candidatos, mas os dados do Ministério da Educação e Ciência indicam que apenas 2.833 ficaram colocados em vagas consideradas necessidades transitórias das escolas. Para a Fenprof, consideradas todas as situações, “mais de 30 mil professores não foram colocados”.





A câmara de Gaia criou o Cartão Municipal do Professor (gratuito) que vai permitir aos docentes que residam ou exerçam no município alguns benefícios, como o acesso gratuito a equipamentos culturais.





Medida abrange cerca de 1.300 crianças, inclui os manuais obrigatórios para cada ano de escolaridade e corresponde a um investimento superior a 40 mil euros.





Na segunda edição do Cinemagosto, festival de cinema português que decorre em Berlim até 30 de agosto, vão ser exibidos dez filmes portugueses de ficção, animação e documentário.





Estudo revela que este ano as famílias portuguesas vão gastar mais dinheiro com o regresso às aulas. Os dados apontam para uma despesa média de 528 euros, mais 19 do que no ano passado.





No âmbito da Semana Europeia da Mobilidade e do Dia Europeu Sem Carros, a Câmara Municipal de Lisboa e a Lisboa E-Nova lançam um desafio à população: ir de bicicleta para o trabalho, no dia 18 de setembro.





As universidades de Lisboa, Porto e Coimbra estão entre as 500 melhores do mundo (ranking Xangai). A lista é liderada por Harvard, seguida de Stanford [ver outro registo neste bloco] e do Massachusetts Institute of Technology. A primeira europeia é a Universidade de Cambridge (5ª posição).





O verão convida a banhos e visitas regulares à praia. No sentido de estimular e promover hábitos de leitura, vários municípios apostam em bibliotecas de praia. [Maria João Leite]





Os dados são do MEC. As dificuldades dos alunos aumentam quando chegam ao 10º ano, melhorando no 11º ano. O caso mais complicado é, contudo, o 12º ano - 35% dos alunos não o concluem à primeira tentativa.





A Fundação de Estudos Romanos e o Grupo de Amigos do Museo Nacional de Arte Romano de Mérida, em Espanha, atribuíram ao Museu Nacional de Arqueologia o prémio internacional “Genio Protector da Colonia Augusta Emerita”, um prémio que distingue o trabalho de personalidades, meios de comunicação, académicos e investigadores, em “prol do conhecimento e conservação do património histórico, cultural e arqueológico do mundo romano”.





Todos os anos, a Universidade de Stanford, Califórnia, escolhe dez escolas para uma parceria numa pós-graduação em Inovação de Produto, um curso que já se realiza há 40 anos. O Instituto Politécnico do Porto foi o primeiro estabelecimento de ensino português a ser escolhido pela instituição norte-americana.





O prazo de candidatura ao programa Retomar, programa de apoio ao reingresso no Ensino Superior, foi alargado até 10 de outubro. As candidaturas deveriam ser feitas até 31 de julho, mas o Governo decidiu prolongar o prazo.





No âmbito do projeto foi criado um portal online, onde é possível encontrar toda a informação sobre as casas-museu envolvidas e os escritores e património associados. Vai ser publicado um livro e serão produzidos nove documentários.





A dirigente da Fenprof, e coordenadora do SPN, foi eleita no 7º Congresso da Internacional da Educação (IE), que decorreu em Otava (Canadá). A IE representa 30 milhões de profissionais da educação de todo o mundo.





A primeira fase de acesso ao Ensino Superior já está a decorrer. O processo de candidaturas decorre até 7 de agosto e pode ser feito no site da Direção-Geral do Ensino Superior. Os resultados são conhecidos a 7 de setembro.





A Fenprof acusa o MEC de abrir portas ao agravamento do horário escolar no 1º Ciclo, possibilitando que o Inglês – obrigatório no 3º ano – seja lecionado além da atual carga letiva das crianças (25h/semana).





Carlos Ferreira é o organizador de «40 Vidas por Abril», que reúne testemunhos que retratam a vida antes do 25 de Abril de 1974. À PÁGINA, "Gostava muito que este livro chegasse às escolas, porque a juventude sabe pouco deste período negro, tão nefasto, tão sombrio e que fez mal a tanta gente".





São 40 testemunhos de um país que vivia uma ditadura. Denúncias do que foram tempos de opressão e de luta, num livro organizado por Carlos Ferreira, com prefácio de Jerónimo de Sousa.





A 56ª edição das Olimpíadas Internacionais de Matemática, que este ano decorrem em Chiang Mai, na Tailândia, entre 9 e 16 de julho, vai contar com a presença de seis alunos portugueses. Vão participar nesta competição 582 estudantes oriundos de 114 países. No ano passado, na Cidade do Cabo, na África do Sul, Portugal conquistou duas medalhas de prata, três de bronze e uma menção honrosa, resultando no 33º lugar de uma competição que envolveu 103 países.





A prova de diagnóstico de Inglês do 9º ano, elaborada pela Universidade de Cambridge, vai passar a contar para a nota final dos alunos, com uma percentagem que pode eventualmente igualar a dos exames nacionais e provas finais, ou seja, 30 por cento. A medida é válida a partir do próximo ano letivo, conforme anunciou esta quarta-feira o ministro da Educação.





O Relatório de Observação Global da Educação para Todos, uma publicação independente autorizada pela Unesco – Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura, revelou que há cerca de 124 milhões de crianças  e dolescentes em todo o mundo que não têm acesso à escola. De acordo com a organização, nos últimos anos, o número dos que nunca entraram numa sala de aula “aumentou para níveis preocupantes”.





A Educação Pré-Escolar vai ser universalizada desde os 4 anos de idade partir do ano letivo 2016/2017. Atualmente, a EPE é generalizada a partir dos 5 anos.





Depois do encerramento do polo da UTAD, o Ensino Superior está de volta a Chaves. No próximo ano letivo, o Instituto Politécnico de Bragança vai abrir cinco cursos técnicos superiores profissionais.





O que antes era um terreno praticamente abandonado, entre as faculdades de Engenharia e Economia, é agora um novo espaço verde. Trata-se do Parque da Quinta de Lamas.





O relatório Estatísticas da Educação 2013/14, divulgado pela DGAE, indica que houve uma redução de reprovações e de desistências nos anos finais do 1º e  do 2º ciclos do Ensino Básico. O relatório aponta ainda um decréscimo de mais de 50 mil alunos, da Educação Pré-Escolar ao Ensino Secundário.





Até 13.julho

A entrega deve ser feita na biblioteca municipal, nas sedes de agrupamentos de escolas ou nas cooperativas de ensino. No dia 24 de julho é divulgada a lista dos manuais disponíveis para empréstimo.





2.julho

“Arte e Democracia” é o tema da conferência de Paulo Ferreira da Cunha, que vai ter lugar no auditório do Lugar do Desenho – Fundação Júlio Resende, em Gondomar.





No próximo ano letivo, o 1º período vai ter início entre 15 e 21 de setembro e termina a 17 de dezembro; o 2º período decorrerá entre 4 de janeiro de 2016 e 18 de março e o 3º período entre 4 de abril e 3 ou 9 de junho, conforme o ano de escolaridade.





10.julho

Diretores, coordenadores e professores das Escolas Fénix são convidados a estar presentes no Seminário Nacional Fénix 2015, que vai decorrer no dia 10 de julho, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.





No próximo ano, Braga vai ser a Capital Ibero-americana da Juventude, uma distinção criada pela Organização Ibero Americana de Juventude e que reconhece as políticas de Juventude implantadas pelos municípios.





20.junho

Alípio de Freitas é o primeiro a dar voz a uma iniciativa da Associação dos Jornalistas e Homens de Letras do Porto em parceria com a Associação José Afonso/Norte. A ideia é que os protagonistas falem da sua vida, da sua obra, dos seus encantos e desencantos, das suas lutas, de tudo o que marcou o seu percurso de vida. Seguem-se Camilo Mortágua (setembro) e Rui Pato (dezembro).





É preciso compreender mais aprofundadamente a relação entre educação e escola de qualidade: como se efetiva o ato educativo, quais as trajetórias familiares, qual o capital económico e cultural de estudantes e professores… E considerar a heterogeneidade e a pluralidade sociocultural não como algo a ser superado, mas como uma riqueza a observar. [+]





18.junho

De que forma a sociedade se envolve na conservação dos mares e de todos os recursos deles provenientes? Esta e outras questões vão estar em foco na próxima sessão das Conversas sobre Ambiente 2015, dedicada ao tema “Como nos relacionamos com os Oceanos?”, que decorre esta quinta-feira na Fundação de Serralves. [+]





Estão abertas as inscrições para a Academia Contemporânea do Espetáculo/Escola de Artes. As provas de seleção para o Curso de Interpretação já têm data marcada: de 6 a 10 de julho (primeira fase) e 3, 4, 7, 8 e 9 de setembro (segunda fase). A ACE oferece ainda os cursos de "Cenografia, Figurinos e Adereços" e "Luz, Som e Efeitos Cénicos".





No sistema educativo e na nossa história como profissão e como organização, há imensas fragilidades e défices de funcionamento que vêm da construção quer da própria classe, quer do sistema e da organização-escola, que vão sendo abanados por vários temporais no contexto das políticas para a Educação. E ultimamente os temporais têm sido muitos. [+]





Esta edição d’A Página da Educação é dedicada à educação, uma educação valorizada em toda a sua amplitude e, nessa medida, interpelada por outras esferas de ação e de vida. Nos dias que correm, teimosamente ensombrados por múltiplas ameaças de ordem sociopolítica, a PÁGINA apresenta testemunhos de vida insubmissa, comprometida e ativa, que são verdadeiras lições de cidadania [do editorial de Isabel Baptista].





12.junho

No âmbito das comemorações dos seus 25 anos, às quais a PÁGINA se associa, a Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação promove nos próximos dias uma série de debates em vários pontos do país. No dia 12 de junho, vai decorrer em Vila Real o seminário “Avaliação Externa das Escola: Perspetivas em Confronto”, organizado pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, e que conta com a presença de vários nomes ligados à comunidade científica e profissional, entre eles Almerindo Janela Afonso (presidente da SPCE) e Américo Peres, colaboradores permanentes da PÁGINA.





A propósito do 33º aniversário do Sindicato dos Porfessores da Região Centro (SPRC) e o 75º aniversário do Ateneu de Coimbra, foi lançado um Concurso Literário, na modalidade de Contos, escritos em Língua Portuguesa, que vai decorrer até ao dia 1 de outubro.





12.junho

No Dia Mundial Contra o Trabalho Infantil, a CNASTI promove o seminário “Pobreza Infantil / Trabalho Infantil”, com Fátima Veiga e António José Pinto (Esc. Sec. João Gonçalves Zarco, Matosinhos, 9h30). À noite, o Movimento Mais e Melhor Cidadania promove a conferência “Mobbing – Assédio Moral no Trabalho”, com José Soares Martins (Cada-Museu Abel Salazar, São Mamede de Infesta, 21h30).





12 de junho

O Movimento Mais e Melhor Cidadania promove esta sexta-feira, dia 12, a conferência “Mobbing – Assédio Moral no Trabalho”, que vai contar com a presença de José Soares Martins, doutorado em Psicologia Social.





5 de junho

Rogério Fernandes, antigo Professor Catedrático Jubilado da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Lisboa, vai ser homenageado esta sexta-feira, dia 5, na Reitoria da Universidade do Porto. Na sessão, com início marcado para as 17h30, vai ser inaugurada a exposição “Vida e Obra de Rogério Fernandes” e vai ser apresentado o livro “Educação, História e Políticas. Tributo a Rogério Fernandes”.





30.maio

A Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação assinala o seu 25º aniversário com uma sessão comemorativa à qual a PÁGINA se associa. Na sessão vão ser homenageados Agostinho Ribeiro, Bártolo Paiva Campos e Maria Teresa Estrela e realizar-se-á uma mesa-redonda (“Imaginar o Futuro das Ciências da Educação”), com Cármen Cavaco, Luís Miguel Carvalho, Pedro Abrantes e Leonor Torres.





28.maio

A Faculdade de Ciência da Universidade do Porto (FCUP) acolhe no próximo dia 28 uma palestra proferida por Hélia Saraiva dedicada ao tema “Inclusão da Deficiência: o contributo da interdisciplinaridade para a obsolescência da normalidade”. A sessão está marcada para as 17h30, no Anfiteatro do Edifício FC3 da FCUP.





25-27.janeiro.2016

“A Educação Comparada para além dos números: contextos locais, realidades nacionais e processos transnacionais” é o tema da conferência internacional, promovida pela Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação entre os dias 25 e 27 de janeiro de 2016, no Centro Cultural de Belém e na Universidade Lusófona, em Lisboa.





Sérgio Niza tem marcado de forma coerente a pedagogia portuguesa, nomeadamente o combate por uma Escola democrática. Proibido pelo regime salazarista de lecionar em escolas públicas, o seu esforço foi vital para transformar o Movimento da Escola Moderna (MEM) numa incontornável referência pedagógica em Portugal.





Será a profissão docente respeitada pelo poder e pela sociedade? Qual o sentido da mudança necessária e urgente? Para refletir e equacionar respostas a estas questões, a Federação Nacional dos Professores (Fenprof) promoveu, no dia 18 de abril, no Porto, uma conferência sobre Autoridade Profissional Docente: Sentidos de uma Mudança Urgente.





A Federação Nacional dos Professores está a realizar, desde abril, um ciclo de conferências que decorre em todas as regiões do país, incluindo Açores e Madeira. O objetivo é fazer um ponto de situação sobre o estado atual da Educação e elencar um conjunto de propostas a debater com os partidos candidatos às próximas  eleições legislativas.





O mais premiado realizador português, Manoel de Oliveira, morreu esta quinta-feira, com 106 anos. Entre os prémios com que foi distinguido, destaque para a Palma de Ouro de Cannes e o Leão de Ouro de Veneza. Natural do Porto (Cedofeita, 11 de dezembro de 1908), era também o mais antigo realizador do mundo em atividade. A curta-metragem “O Velho do Restelo”, cuja estreia aconteceu no final do ano passado, encerraria uma carreira com mais de 80 anos e cerca de cinco dezenas de filmes.





A Academia Contemporânea do Espetáculo (ACE) promove de 7 de abril e 18 de junho aulas livre de dança contemporânea, com coordenação de Joana Providência. As aulas vão ter lugar às terças e quintas-feiras, das 19h30 às 21 horas. Mais informações em www.ace-tb.com.





27 de março, Dia Mundial do Teatro, foi a data escolhida pela Academia Contemporânea do Espetáculo para inaugurar o Palácio do Conde do Bolhão, espaço portuense onde se vão instalar a ACE-Escola de Artes e a ACE-Teatro do Bolhão. Depois de um período de obras de restauro e conservação, que custaram 2,8 milhões de euros, a estrutura fica agora aberta ao teatro e à cultura em geral. Na inauguração, dezenas de convidados assistiram à reposição de “Édipo”, que ficará em cena até 4 de abril. Já no dia dia 2, o Palácio do Bolhão vai acolher o guitarrista Peixe (Ornatos Violeta), em concerto de apresentação do seu segundo álbum de originais.





Um dos maiores poetas portugueses, Herberto Hélder, morreu esta segunda-feira aos 84 anos, na sua casa em Cascais. O poeta nasceu em 1930 no Funchal, frequentou a Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra e, já em Lisboa, foi jornalista, operário, empregado numa cervejaria, bibliotecário, locutor de rádio e tradutor. Autor de “O Amor em Visita”, “Os Passos em Volta", “Filosofia na Alcova”, entre outros, Herberto Hélder – que recusou o Prémio Pessoa nos anos 90 – lançou no ano passado “A Morte Sem Mestre”, a última das suas obras. “Morreu um poeta maior”, frisou a Porto Editora.





As organizações sindicais de professores convocaram uma greve a todo o serviço relacionado com a PACC para os dias 25, 26 e 27 de março. Entretanto, os sindicatos membros da Fenprof avançaram com cinco providências cautelares - o MEC foi citado pelo TAF de Ponta Delgada e, para evitar a suspensão da prova, tem de apresentar uma resolução fundamentada nas próximas horas.





Estudantes dos ensinos Básico e Secundário saíram esta quarta-feira para as ruas de Lisboa e do Porto, manifestando-se contra os cortes no setor da Educação, que levam à falta de condições nas escolas e à carência de professores e funcionários. Os alunos exigem mais docentes e auxiliares, turmas mais pequenas, mais apoios sociais e melhores instalações escolares.





1-3.outubro

“O Governo das Escolas: Atores, Políticas e Práticas” é o tema do II Colóquio Internacional de Ciências Sociais da Educação, que vai decorrer na Universidade do Minho, em Braga, entre os dias 1 e 3 de outubro.





O Brasil tem vindo a promover transformações na área da Educação e as mudanças não vão parar nos próximos anos. Uma evolução que tem vindo a ser gradual, com as políticas educativas norteadas por um Plano Nacional de Educação. O que podemos aprender com a experiência brasileira? Esse foi o mote para uma conversa com Luiz Fernandes Dourado, professor na Universidade Federal de Goiás e membro do Conselho Nacional de Educação do Brasil. A tertúlia foi promovida pel'A Página da Educação e pelo Sindicato dos Professores do Norte e decorreu na associação cultural A Cadeira de Van Gogh, no Porto.

 





até 28.fevereiro

Mais de 50 escritores vão estar reunidos na 16ª edição do Correntes d’Escritas - Encontro de Escritores de Expressão Ibérica. No programa constam conferências e debates com escritores, lançamentos de livros, sessões de poesia, feira do livro, teatro, cinema, exposições… e a entrega do Prémio Literário Casino da Póvoa.





A realização da componente específica da prova de avaliação de conhecimentos e capacidades dos professores está marcada para a interrupção letiva da Páscoa. As provas decorrerão, no entanto, num contexto de paralisação dos professores, uma vez que várias organizações sindicais convocaram uma greve nacional a todo o serviço relacionado com a PACC durante o mês de março.





23-24.julho

A Faculdade de Educação e Psicologia da Universidade Católica promove, nos dias 23 e 24 de julho, um seminário internacional que pretende reunir investigadores, académicos, estudantes e profissionais da área da Educação para troca de experiências, debate de ideias e reflexão sobre a educação formal e não formal.





2-25.março

Como se constroem textos, diálogos, monólogos, enredos, personagens? A resposta pode ser encontrada com o apoio da escritora Alice Vieira, num curso de escrita criativa que vai decorrer na Livraria Buchholz, em Lisboa, de 2 a 25 de março.





Apesar dos progressos registados nas matrículas, 58 milhões de crianças e 63 milhões de adolescentes ainda não frequentam o sistema escolar.





O espaço vai ser dinamizado pela We Came From Space, que já tem prevista a realização de diversos workshops dedicados à banda desenhada, encadernação, colagem e serigrafia, entre outros.





O Ministério da Educação e Ciência propôs esta quinta-feira à Fenprof a antecipação dos concursos de professores para junho (em vez de setembro), mas mantendo o modelo da Bolsa de Contratação de Escola.





Educação, Saúde, Segurança Social, Cultura

O regime de delegação de competências nos municípios e entidades intermunicipais, através de “contratos interadministrativos”, nas áreas da Educação, Saúde, Segurança Social e Cultura foi aprovado esta quinta-feira em Conselho de Ministros. Os contratos na área da Educação devem permitir que os municípios envolvidos iniciem a gestão de escolas segundo o novo modelo no início do próximo ano letivo.





17.janeiro

Souto Moura vai estar à conversa com os moradores do Bairro de São Vítor, numa iniciativa que encerra o programa de encontros no âmbito da exposição “O processo SAAL: Arquitetura e Participação 1974-1976”, promovida pelo Museu de Serralves, patente até 1 de fevereiro.





Relatório divulgado pelo Instituto de Avaliação Educativa revela que os alunos têm dificuldades na interpretação de textos e na ortografia, bem como na compreensão do conceito de igualdade e na contagem de dinheiro.





Os professores dos quadros do Ministério da Educação e Ciência (MEC) vão ter prioridade para lecionar as disciplinas de carácter regional, que podem vir a ser criadas no âmbito do processo de municipalização da Educação.





Isabel Baptista no Público

Diretora d'A Página da Educação, Isabel Baptista publicou no jornal Público de 4 de janeiro um artigo intitulado “A educação como direito e como prioridade”.





Especialista da OCDE

Num encontro sobre a avaliação no sistema de ensino, promovido pelo Conselho Nacional de Educação, Paulo Santiago defendeu que, ao nível dos alunos mais novos, o foco devia estar mais na avaliação formativa e menos na avaliação sumativa.





David Rodrigues no Público

Colaborador permanente d'A Página da Educação, David Rodrigues publicou no jornal Público de 1 de janeiro um artigo intitulado “Medicalização da Educação”.





João Arriscado Nunes à “PÁGINA” de dezembro

“Não se pode manter um regime democrático quando as pessoas deixam de reconhecer no Estado a capacidade de responder a um conjunto de exigências básicas que incluem os serviços públicos [...] Uma das ideias mais perigosas é de que não há distinção entre público e privado: seja quem for que o preste, um serviço é sempre um serviço e deve obedecer sempre a uma certa racionalidade económica [...] O grande risco hoje é a abolição dos adjetivos público ou privado e ficarmos apenas com serviços.”





18.dezembro

No âmbito do 250º aniversário da Torre dos Clérigos e da reabertura da Igreja, decorre hoje, na Reitoria da Universidade do Porto (na Sala do Fundo Antigo), a palestra “Imaginários Urbanos - A Torre dos Clérigos e outros ícones”, com Álvaro Domingues.





Pedro Lamares à “PÁGINA” de dezembro

Sobre A Minha Pátria é a Língua Portuguesa, para professores: “O que faço é tentar desmontar os vícios de leitura que associamos à dramatização do poema, a declamação, o recitar, a impostação da voz. Costumo dizer-lhes: não digam para o além, digam para o aquém, para as pessoas que estão aqui à vossa frente, olhem-me nos olhos e digam-mo com verdade, não criem artifícios, não exagerem, não expliquem nada, porque eu entendo e os alunos também entendem. O nosso público é tão inteligente como nós.”





Manuel Sobrinho Simões à “PÁGINA” de dezembro

“Em 25 anos, passaram por aqui dezenas e dezenas de miúdos, alguns fora de série; uns estão cá, outros nos Estados Unidos, na Austrália, na Nova Zelândia, no Canadá… Nós temos um problema gravíssimo de ignorância em Portugal, e haver universidades, ou centros de investigação, ou escolas que diminuam a ignorância, dá-me um orgulho bestial – ver miúdos que andaram aqui comigo a trabalharem nos melhores centros do mundo é uma recompensa. E também, cada vez mais, a formação de associações de doentes e dos doentes, a literacia em relação ao cancro.”





Américo Peres à “PÁGINA” de dezembro

“Educar não é fácil, requer paciência, amor, rigor, tranquilidade, ética, estética; requer uma efetiva relação dialógica entre todos os atores que fazem parte da vida da escola. E atualmente esta relação é conturbada. Os professores andam desgastados, são maltratados, têm sido menorizados. Não é bom para eles, mas também não é para a escola, nem para as famílias, nem efetivamente para os alunos. Este curto-circuito permanente entre governo, professores, pais e a própria sociedade civil não leva a bom porto.”





A Direção d’A Página da Educação foi surpreendida com a notícia da “partida” de Angelina Carvalho. À família, aos amigos e a todos quantos (se) reconhecem (n)o seu património intelectual e afetivo, a PÁGINA e a ProfEdições expressam um abraço solidário.





Professores e alunos do 4º ano de escolaridade são convidados a concorrer ao Prémio Conto Infantil Ilustrado Correntes D’Escritas / Porto Editora. Através de um trabalho coletivo, sob a supervisão do professor, os alunos devem escrever e ilustrar um conto original, de temática livre.





O Prémio de Jovem Investigadora foi atribuído pela Eating Disorders Research Society, dos EUA, à investigadora da Escola de Psicologia da Universidade do Minho, Eva Conceição. A distinção deve-se a um estudo sobre perda de peso em pacientes submetidos a cirurgia para reduzir o estômago.





14-15.novembro

O Ipatimup, que assinala 25 anos de existência, está de portas abertas à comunidade nos dias 14 e 15 de novembro. A ideia é dar a conhecer o instituto científico, o funcionamento dos laboratórios de investigação e de diagnóstico e os seus cientistas.





8.novembro

O arquiteto vai estar à conversa na Associação de Moradores do Bairro da Bouça (Porto), local onde se realizaram as primeiras reuniões no âmbito do desenvolvimento do local, anteriores ao 25 de Abril de 74. Com a moderação de Nuno Grande, vai ser lembrada a evolução do bairro e o processo que conduziu à “gentrificação” social e cultural do espaço. O encontro está marcado para as 18 horas; o acesso é livre, mas sujeito à lotação do local.





"Portugal teve sorte de se ter separado de Espanha"

O catalão Jordi Savall esteve na Casa da Música com o projeto Hespèrion XXI. Antes do espetáculo, falou aos jornalistas e voltou a criticar as políticas culturais de Espanha, que o levaram a recusar o Prémio Nacional de Música. Uma recusa “estritamente musical”, sem qualquer relação com o processo independentista da Catalunha, garantiu. Considera, no entanto, que “nada pode impedir o direito de uma comunidade dizer o que pensa”, de se saber “quantos catalães são a favor e quantos são contra” a independência. Por isso vai participar na votação do próximo domingo.





A revista científica Saber & Educar alargou até ao próximo dia 2 de novembro o prazo de submissão de artigos para o volume 19, dedicado ao tema “Educação e Trabalho Social” e à sua articulação nos mais diversos campos disciplinares, científicos e formativos. Este call for papers está aberto a toda a comunidade de investigadores. Mais informações em http://revista.esepf.pt/index.php/sabereducar.

 





matemática para todos

Estão abertas as inscrições para a 6ª edição do Pangea – concurso internacional que visa promover o gosto pela Matemática e, através desse entusiasmo, unir estudantes de diferentes locais, estratos sociais e níveis de ensino. Dirigido a alunos do 2º ao 12º ano de escolaridade, a primeira fase decorrerá de 23 a 27 de fevereiro de 2015, a segunda fase em 18 de abril e a entrega de prémios a 9 de maio.





Foram cerca de 1.500 os alunos que se candidataram a bolsas que visam atrair estudantes universitários para as universidades e institutos politécnicos situados no interior do país. As bolsas (1.500 euros) são concedidas pelo Ministério da Educação e Ciência, no âmbito do programa +Superior, a um máximo de mil alunos.





Gravação ao vivo do concerto incluído no 7º Congresso dos Professores do Norte.

Com a presença de Paulo Sucena, autor dos poemas musicados e cantados no disco por:

Vitorino Salomé
Dany Silva
Pepe Ordás





Até 18.outubro

A E2C Europe – Associação de Cidades, Instituições e Escolas de Segunda Oportunidade promove, em Matosinhos, um encontro europeu que pretende contribuir para a "criação em Portugal de uma política e de um sistema de Educação de Segunda Oportunidade”.





O Prémio Nobel da Paz foi atribuído à paquistanesa Malala Yousufzai e ao indiano Kailash Satyarthi, “pela sua luta contra a repressão de crianças e jovens e pelo direito de todas as crianças à educação”. O presidente do comité alertou para o facto de o prémio ter sido atribuído a “um hindu e a uma muçulmana, um indiano e uma paquistanesa, que se juntam numa luta comum pela educação e contra o extremismo”.





estiveram colocados e deram aulas neste ano letivo

Cerca de 100 professores que tinham sido colocados na primeira Bolsa de Contratação de Escola ficaram de fora das listas de colocação divulgadas esta sexta-feira pelo Ministério da Educação e Ciência. “Estavam disponíveis nestes dois procedimentos concursais [Reserva de Recrutamento e Bolsa de Contratação de Escola] novos horários solicitados pelas escolas até ao início desta semana, bem como outros não preenchidos em procedimentos anteriores”, explicou o MEC, referindo-se aos 4.368 horários atribuídos - vários deles poderão, no entanto, ter sido atribuídos a um mesmo professor.





Promovido pela Federação Nacional dos Professores (Fenprof) e pela SECRE-Corretores de Seguros, o Prémio Literário António Gedeão (poesia) foi atribuído a Manuel Gusmão por «Pequeno Tratado das Figuras». O júri, composto por Paulo Sucena, Lídia Jorge e José Manuel Mendes, foi unânime na decisão e distinguiu ainda «Navegação de Acaso» (Nuno Júdice) e «A Papoila e o Monge» (José Tolentino de Mendonça).





"em princípio"...

O ministro da Educação afirmou hoje que, “em princípio”, a situação nas escolas deve ficar resolvida ainda esta semana, sendo que até amanhã chegarão às escolas cerca de 800 professores. “A nossa preocupação máxima neste momento é que cheguem à escola o mais brevemente possível os professores necessários que foram pedidos para colmatar os horários”.





A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) defende uma “profunda reorganização” do 1º Ciclo do Ensino Básico. A mensagem foi deixada esta quinta-feira em conferência de Imprensa, durante a qual foram apontadas algumas questões fundamentais neste setor de ensino: o “abate indiscriminado” de escolas; as turmas que incluem alunos de diferentes anos de escolaridade; o “exagerado” número de alunos por turma; a situação dos alunos com Necessidades Educativas Especiais (NEE); as Atividades Extra Curriculares; e o número de alunos ainda sem professor neste início de ano letivo.





3-4.outubro

Visitas orientadas, demonstrações científicas, exposições, palestras, momentos musicais. São várias as atividades de cariz científico, lúdico e pedagógico, que ao longo de dois dias, 3 e 4 de outubro vão decorrer no Parque da Cidade e no Pavilhão da Água.





A redução do número de alunos por turma e por professor volta a ser discutida esta quinta-feira em plenário no Parlamento. Vão estar em análise projetos de lei do PEV, do PS, do PCP e do BE, que defendem que as salas sobrelotadas prejudicam a qualidade do ensino.





O estudo “Geração 2020 – O futuro de Portugal aos olhos dos universitários”, elaborado pela consultora Imago-Llorente & Cuenca em parceria com a Universidade Católica, revela que quase metade dos estudantes universitários portugueses (46%) acredita que vai ter de emigrar.





O Ministério da Educação e Ciência (MEC) reabriu até às 23h59 da próxima terça-feira, 30 de setembro, a plataforma de candidatura à Bolsa de Contratação de Escola (BCE). “Na sequência das correções que estão a ser feitas à Bolsa de Contratação de Escola, a Direção-Geral da Administração Escolar enviou a todos os candidatos e disponibilizou no seu site uma informação sobre a clarificação de alguns critérios relativos à avaliação curricular”, informa um comunicado do MEC, divulgado pela agência Lusa.





Professores, comunicadores, artistas amadores ou simplesmente curiosos são chamados a participar num Curso de Formação Teatral, que vai decorrer de 1 de outubro a 13 de junho na ACE/Teatro do Bolhão. As aulas, dirigidas a todos os que queriam desenvolver conhecimentos no domínio da linguagem teatral, vão ser orientadas por Cristina Castro e Pedro Fiúza.





O Ministério da Educação e Ciência (MEC) já recebeu 32 queixas de abusos nas praxes e dessas 18 estão a ser investigadas, segundo revelou esta quarta-feira o secretário de Estado do Ensino Superior, José Ferreira Gomes.





BOLSAS PARA O INTERIOR DO PAÍS. Até 10 de outubro, está aberta a candidatura a bolsas no valor de 1.500 euros para alunos que pretendam estudar no interior do país.

2ª FASE DE CANDIDATURA TERMINA NO DIA 19

E-MAIL PARA DENUNCIAR PRAXES. O Ministério da Educação e Ciência criou um e-mail para onde os estudantes podem denunciar praxes abusivas [praxesabusivas@mec.gov.pt].





Marcia Maria Cappelano dos Santos

Isabel Baptista (Orgs.)

Professores do Programa de Mestrado em Turismo da UCS e de diversas instituições universitárias de Portugal se uniram para a publicação de Laços sociais: por uma epistemologia da hospitalidade, organizado por Márcia Maria Cappellano dos Santos (Universidade de Caxias do Sul) e Isabel Baptista (Universidade Católica Portuguesa, Porto). O livro é a prova concreta dos resultados de investigação inter e multidisciplinar produzida por grupos de pesquisa vinculados a essas instituições. Apesar disso, não é uma mera apresentação de textos de investigação acadêmica e desvinculados de uma prática social. Ao contrário, é valorizada na publicação toda a amplitude socioantropológica na noção de hospitalidade. Os 15 artigos que formam Laços sociais exploram, com um olhar singular próprio de cada autor e de cada área do conhecimento, a manifestação do "acolhimento hospitaleiro", questionando, esclarecendo e desvelando diferentes tessituras de construção e desconstrução dos laços sociais da hospitalidade.





José Gil é o vencedor do Grande Prémio de Ensaio Eduardo Prado Coelho 2013, promovido em parceria pela Associação Portuguesa de Escritores e a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão. A distinção foi atribuída por unanimidade, pelo ensaio «Cansaço, Tédio, Desassossego» (Relógio D’Água), onde o filósofo, professor e ensaísta questiona profundamente o universo de Fernando Pessoa e dos seus heterónimos.





O auditório do Sindicato dos Professores do Norte, no Porto, encheu para a apresentação de «El Animal Eólico del Cuerpo», de Nuno Higino, e de «Entraña Extraña», de Paulo Borges. As duas obras foram traduzidas para castelhano por Julia Alonso Diéguez e publicadas no mercado espanhol pela Editorial Amargord, que assim lançou a sua coleção de poesia contemporânea, intitulada Laberinto de Saudade em homenagem a Fernando Pessoa.





A partir de 2015/2016, os alunos do 3º ano de escolaridade (1º Ciclo) vão passar a ter Inglês obrigatório, com uma carga horária mínima de duas horas. A decisão foi anunciada na sexta-feira pelo ministro da Educação.





No ano letivo 2012/2013, mais de sete mil estudantes portugueses beneficiaram de bolsas da União Europeia para estudar no estrangeiro, o que significa um aumento de nove por cento face ao ano letivo anterior. Dados do programa Erasmus, de mobilidade no Ensino Superior, indicam que esta subida superou a média da União Europeia (6%), que, por sua vez, bateu um novo recorde nos 27 anos de existência do programa – 270 mil estudantes-bolseiros.





Para discutir, entre outros problemas, a “asfixia financeira” que afeta o Ensino Superior e a Ciência, a Federação Nacional dos Professores tem agendada para hoje, sexta-feira, uma reunião com o ministro da Educação.





Nuno Crato reafirmou ontem que o Ministério da Educação e Ciência pretende retomar em breve a designada Prova de Avaliação de Conhecimentos e Capacidades (PACC) dos professores. O ministro participava, em Londres, numa cimeira internacional sobre reformas na Educação.





Segundo dados do Ministério da Educação e Ciência, mais de 3600 professores aderiram ao programa de rescisão de contrato com o Estado, que terminou esta semana. No entanto, a Fenprof admite que muitos ainda venham a desistir da rescisão.

Podiam aderir ao programa docentes com menos de 60 anos e com contrato de trabalho em funções públicas, não sendo abrangidos os que aguardam decisão sobre pedido de aposentação ou de reforma antecipada.

A compensação-base é de 1,25 meses de remuneração por ano de serviço para os professores com menos de 50 anos e de um mês para os docentes entre 50-59 anos de idade. Para os docentes da Educação Pré-Escolar, do 1º Ciclo, de Educação Tecnológica e de Educação Visual e Tecnológica, foram definidos outros valores: 1,5 meses por cada ano de serviço para quem tem menos de 50 anos e 1,25 meses para os que têm entre 50-59. Em todos os casos, a remuneração de referência é a de dezembro de 2013.





A Federação Nacional dos Professores “reafirma a rejeição da transferência de algumas novas competências para os municípios, designadamente a tutela sobre os docentes”, e denuncia o “grande secretismo” em que o processo estará a ser desenvolvido. “Do que se sabe, na sequência de uma reunião entre governantes e responsáveis autárquicos, o Governo terá apresentado um documento orientador do processo em discussão nos municípios envolvidos. Todavia, o conteúdo de tal documento continua desconhecido”, refere a Fenprof em comunicado.





A Confederação Nacional de Associações de Pais e Encarregados de Educação defende que as férias escolares não devem estar dependentes do calendário religioso e solicitou uma audiência à Comissão Parlamentar de Educação, Ciência e Cultura para sensibilizar os deputados para o assunto.





Carlos do Carmo vai ser distinguido com um Grammy na categoria Lifetime Achievement – a notícia foi avançada esta manhã por vários órgãos de comunicação social.

Com 74 anos, Carlos do Carmo atinge assim mais um pico na sua carreira, recheada de canções que pertencem à história da música portuguesa. Com Rui Vieira Nery alavancou a candidatura do fado a Património Imaterial da Humanidade, distinção que viria a ser atribuída pela UNESCO em novembro de 2011.





A Federação Nacional dos Professores acusa o Ministério da Educação e Ciência de, ao contrário do que tinha anunciado, ter decidido encerrar escolas sem negociar com as autarquias.





TALIS 2013

O inquérito Teaching and Learning International Survey (TALIS 2013) promovido pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico revela que a maioria dos professores portugueses do 3º Ciclo acredita na qualidade do seu trabalho, mas que apenas 10,5 por cento sente que a profissão é valorizada pela sociedade.





As propostas do grupo de trabalho criado pelos ministérios da Educação e Ciência e da Segurança Social para a revisão do enquadramento legal da Educação Especial negam o direito de todas as crianças a uma educação inclusiva. Quem o diz é a Federação Nacional dos Professores, que considera que as propostas apresentadas são a negação do que o Estado assumiu a nível internacional, ao subscrever a Declaração de Salamanca – resolução das Nações Unidas que trata dos princípios, políticas e práticas em educação especial. A Fenprof pondera, por isso, avançar com uma queixa na Comissão Europeia.





A Comissão Europeia vai financiar a 85% o programa nacional de distribuição de fruta e legumes nas escolas, pelo que no próximo ano letivo Portugal vai receber quase 3,3 milhões de euros (3.284.967 euros) para essa distribuição. O programa prevê a promoção de hábitos alimentares saudáveis junto da população escolar e o combate à obesidade infantil.





edição nº 203

Rosanna Barros: “Não se ganha nada em considerar que o formal, o não formal e o informal são setores separados e estanques. Na realidade, eles são modalidades distintas de fazer a mesma coisa, que é o trabalho educacional. E se temos modalidades que obedecem a racionais distintos, que utilizam ferramentas, metodologias de trabalho e técnicas pedagógicas distintas, naturalmente, só se vai ganhar com a complementaridade que cada uma dessas dimensões aporta para o trabalho educativo, em última estância. Neste sentido, não só a Escola pode contribuir para melhorar as práticas da educação não escolar, como esta pode contribuir para melhorar as práticas da Escola.”

[Entrevista conduzida por António Baldaia. Fotografia de Sufya Cacau]

 

Alexandre Quintanilha: “Eu tenho a sensação de que lá fora, para alguns, é surpreendente que os jovens que vão de Portugal sejam de tal qualidade e estejam tão bem preparados para aquilo que estão a fazer. Mas hoje em dia está a tornar-se mais comum gostarem de receber investigadores portugueses, porque sabem que se dedicam de corpo e alma ao que estão a fazer. A nossa formação continua a ser de muita qualidade e os nossos investigadores, em todas as áreas, não têm de que se envergonhar em qualquer sítio do mundo. Somos bem preparados, dos melhores que há. Temos um bocadinho de medo de arriscar, é verdade, mas em termos de formação somos muito bem vistos.”

[Entrevista conduzida por Maria João Leite. Fotografia de Ana Alvim]

 

Natália Bolacha: “A mulher moçambicana ainda não está 100 por cento emancipada, ainda não adquiriu esse estatuto. Mas o Governo preocupa-se com este aspeto e já inclui a questão da igualdade de género nas suas políticas. O que acontece é que os próprios dirigentes não assumem o compromisso, não há vontade política, por vários fatores, culturais, mas também económicos: sempre que há um orçamento ligado à questão da igualdade de género, esse orçamento é desviado, às vezes porque os próprios dirigentes não têm vontade para o aplicar.”

[Entrevista conduzida por Maria João Leite. Fotografia de Ana Alvim]





De acordo com um despacho publicado em Diário da República, o Ministério da Educação e Ciência vai abrir 1.954 vagas para quadros de zona pedagógica, destinados a educadores de infância e professores dos ensinos Básico e Secundário. Os docentes podem concorrer a estas vagas através de concurso externo extraordinário.





As escolas cujos alunos obtiverem bons resultados em provas e exames podem ver aumentado em 30 horas semanais o tempo de que dispõem para se organizarem e desenvolverem projetos próprios, conforme despacho sobre a organização do próximo ano letivo publicado em Diário da República. A medida é criticada pela Federação Nacional dos Professores (Fenprof), que acusa o Ministério da Educação e Ciência de discriminação.





Cerca de 400 jovens entre 17 e 25 anos vão disputar o Campeonato Nacional das Profissões, que vai decorrer no Porto entre 25 e 30 de maio. A iniciativa, promovida pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional, abrange 47 profissões de várias áreas, como as artes criativas, produção, engenharia e tecnologia, serviços sociais, pessoais e turismo, transporte e logística.





Três jovens cientistas portugueses conquistaram o segundo prémio American Intellectual Property Law Association, na Intel ISEF 2014, que teve lugar em Los Angeles. André Ferreira, Gonçalo Pires e Ricardo Nunes, da Escola Secundária de Oliveira do Bairro, foram distinguidos pelo projeto “TBox”, um dispositivo eletrónico que reduz o tempo de acionamento de meios de emergência. Aliando as telecomunicações por GPS à deteção de movimento, o dispositivo permite fazer a localização em tempo real e identificar a ausência de movimento.





O diploma com as novas regras que definem as habilitações profissionais para dar aulas aos alunos do ensino obrigatório já foi publicado em Diário da República. O Decreto-Lei nº 79/2014 define o regime jurídico da habilitação profissional para a docência na Educação Pré-Escolar e nos ensinos Básico e Secundário, bem como a duração dos mestrados.





A Associação Nacional de Estudantes de Medicina defende que o número total de vagas disponíveis neste curso deve ser reduzido, por considerar que as instituições não estão em condições de garantir uma formação de qualidade a todos os alunos. A reivindicação surge na sequência da apresentação pública do projeto de despacho de vagas no Ensino Superior para o ano letivo 2014/15, que mantém o número de vagas para os cursos de Medicina.





NECESSIDADE URGENTE

"Desafio ganho", foi a expressão utilizada pelo secretário-geral da Fenprof no balanço da 4ª Conferência Nacional do 1ºCEB. Da iniciativa resultaram diversas propostas que a federação e os sindicatos que a constituem irão agora trabalhar e divulgar, numa intenção manifestada de prolongar e enriquecer o debate realizado em Lisboa (28/29 de março).





Esperança. Amor. Encontros. Família. Sonhos. Tudo isto é “O Filho de Mil Homens”, que o Teatro Bruto apresenta no Teatro Carlos Alberto (Porto), com atores profissionais e não profissionais: formandos de um laboratório promovido pela companhia e alunos de uma escola de teatro. A PÁGINA falou com a encenadora e diretora artística, Ana Luena.





Em reunião com a Federação Nacional dos Professores (Fenprof), o secretário de Estado do Ensino Superior, José Ferreira Gomes, garantiu que, no próximo orçamento retificativo, o Governo vai devolver às universidades as verbas cortadas em excesso.





O decreto-lei 43/2014, publicado esta semana, estabelece o fim progressivo dos cursos de especialização tecnológica em instituições de Ensino Superior e indica que os cursos técnicos superiores profissionais podem começar a funcionar já no próximo ano letivo.





A Federação Nacional dos Professores revelou que o Ministério da Educação e Ciência atingiu as 500 condenações em tribunal pelo não pagamento de compensações por caducidade de contratos com docentes. “Confirma-se, assim, a razão dos professores que decidiram recorrer à justiça para fazerem valer o seu direito, face a um ministério que utilizou os tribunais para ganhar tempo e dinheiro que lhes deveria ter sido pago”, refere a Fenprof em comunicado.





A Associação Nacional de Professores Contratados defende a vinculação automática dos docentes a trabalhar no ensino público desde 2001, e não a partir de 2015/16, conforme anunciou o ministro da Educação. Nuno Crato referiu que os professores contratados vão passar para os quadros do Ministério da Educação e Ciência se forem chamados no início do ano letivo de 2015/16. “Claro que concordamos com a vinculação automática. No entanto, já devia ter sido aplicada desde 2001. O Estado português não aplicou a Diretiva Comunitária 1999/70 e tinha de o fazer a partir de 2001”, considera o presidente da ANPC, César Paulo.





O QS World University Rankings by Subject, coloca a Universidade do Porto entre as 200 melhores do mundo em sete das 30 áreas analisadas. A multinacional Quacquarelli Symonds analisou mais de 3.000 universidades e dez mil cursos de todo o mundo, através de três indicadores em cada área de ensino: reputação académica, reputação entre empregadores e produção científica.





Prémio Correntes d’Escritas 2014 foi um suplemento de ânimo para quem enfrentava o desemprego

Uma Mentira Mil Vezes Repetida (Quetzal, 2011) valeu a Manuel Jorge Marmelo o prémio literário Correntes d’Escritas/Casino da Póvoa 2014, no valor de 20 mil euros. Para o júri, o livro confirma a “maturidade” do autor, que também o considera a sua obra “mais madura”. O jornalista e escritor portuense, de 42 anos, é autor de uma dezena de obras e na gaveta tem já um livro pronto para publicar e outro a terminar.





O Instituto de Avaliação Educativa anunciou que o prazo de inscrição para obter o certificado da prova de Inglês do 9º ano, que terminava na segunda-feira, foi alargado até 5 de março. O valor a pagar pelo certificado é 25€, excetuando os alunos do 9º ano abrangidos pelo escalão B da Ação Social Escolar (12,5€) e pelo escalão A (sem custos).





O Ministério da Educação e Ciência marcou para 30 de abril o teste diagnóstico (escrito) de Inglês, obrigatório para todos os alunos do 9º ano. A prova, que se realiza pela primeira vez, integra “a compreensão da leitura e da expressão escrita, a compreensão do oral e a produção oral” e é certificada pelo Cambridge English Language Assessment, que desenvolve instrumentos de avaliação no domínio da língua inglesa.





Para quem não souber trabalhar corretamente com a voz, falar diariamente numa sala de aula, ler poesia em voz alta ou cantar pode trazer alguns problemas. No sentido de ensinar algumas técnicas para falar com mais facilidade, evitando desgastes desnecessários à saúde vocal, a associação cultural A Cadeira de Van Gogh promove a oficina de técnica vocal Falar Melhor, com a cantora alemã Birgit Wegemann.





O Conselho de Ministros aprovou ontem, 20 de fevereiro, a criação de duas agências para a gestão do programa Erasmus+ em Portugal: a Erasmus+ Educação e Formação, que vai assegurar a gestão do programa nestes domínios, e a Erasmus+ Juventude em Ação, que atuará na área da Juventude e Desporto.





Em carta enviada ao Presidente da República, a Federação Académica do Porto (FAP) apela ao veto de Cavaco Silva ao decreto-lei que procede à criação de “um novo tipo de formação superior curta, não conferente de grau – os cursos técnicos superiores profissionais”, aprovado pelo Governo.





As candidaturas à 22ª edição do concurso para jovens cientistas e investigadores – promovido pela Fundação da Juventude, em parceria com várias instituições – estão abertas até 24 de abril. Podem participar estudantes dos ensinos Básico e Secundário (ou do primeiro ano do Ensino Superior) com idades entre 15 e 20 anos. Obrigatório é ter um projeto científico inovador, enquadrado em áreas de estudo como Biologia, Ciências da Terra, Ciências do Ambiente, Economia e engenharias, entre outras. Além dos prémios a atribuir, os vencedores podem vir a participar em certames europeus e mundiais.





A Federação Nacional de Educação e a Associação dos Estabelecimentos do Ensino Particular e Cooperativo chegaram a acordo quanto ao horário dos professores dos colégios privados, cujo limite são 35 horas semanais.





MAIOR INCIDÊNCIA NA REGIÃO NORTE

O Ministério da Educação e Ciência prevê que as escolas vão perder 37 mil alunos nos próximos quatro anos. As estimativas da Direção Geral de Estatística da Educação e Ciência indicam que a maior queda se vai registar no 1º Ciclo do Ensino Básico (1ºCEB), que no ano letivo 2017/2018 deverá ter menos 23.000 crianças do que as atuais 409.208 – de acordo com as previsões, o número de inscrições no primeiro ano vai diminuir, devendo inscrever-se pela primeira vez cerca de menos 5.000 alunos do que os atuais. Em termos geográficos, o Norte deverá ser a região mais afetada (menos 2.800).





A Federação Nacional dos Professores ameaça apresentar queixa na Comissão Europeia e no Parlamento Europeu contra o Estado português por ainda haver “centenas de escolas” com amianto, estabelecendo o fim do mês como limite para que sejam “assumidos compromissos pelos governos da República e regionais, no sentido de dar cumprimento não apenas à lei nacional, mas também às diretivas emitidas pela União Europeia”. O amianto é uma substância cancerígena e está proibida por lei.





A Ordem dos Psicólogos interpôs uma providência cautelar contra o diploma do Ministério da Educação e Ciência que permite que os psicólogos que trabalham nos Serviços de Psicologia e Orientação das escolas possam disponibilizar parte do seu tempo para trabalhar nos Centros para a Qualificação e Ensino Profissional.





Num memorando dirigido ao presidente da Fundação da Ciência e Tecnologia, Miguel Seabra, o Provedor do Bolseiro de Investigação defende o aumento de bolsas a conceder ainda este ano. Segundo Arsélio Pato de Carvalho, “o pânico gerado nos bolseiros e nas instituições científicas” pela redução do número de bolsas de doutoramento e pós-doutoramento “poderá ser minimizado, injetando financiamento adicional para aumentar o número de bolsas a atribuir ainda em 2014, na sequência da avaliação ponderada dos recursos pendentes”.





A Federação Nacional dos Professores entregou na Procuradoria-Geral da República alegadas provas testemunhais e documentais que dão “indícios fortíssimos” de crime no financiamento público de colégios privados e de sinais de “enriquecimento rápido que são absolutamente estranhos”.





Um despacho conjunto dos secretários de Estado do Ensino e da Administração Escolar e do Ensino Básico e Secundário determina que os professores com ‘horário-zero’ vão ter prioridade na constituição das equipas dos Centros para a Qualificação e Ensino Profissional (CQEP) nas escolas públicas, designadamente para os lugares de coordenação e técnicos de orientação, validação e reconhecimento de competências. Os formadores defendem que essa prioridade representa uma “gestão de quadros” que deixa “a qualidade dos recursos e serviços prestados para segundo plano”.





O Tribunal Administrativo e Fiscal de Coimbra deu razão ao Sindicato dos Professores da Região Centro (Fenprof), colocando no mesmo patamar os professores dos quadros e os contratados a termo no que toca ao reposicionamento salarial no período de transição da carreira. No entanto, o Ministério da Educação e Ciência pode ainda recorrer da decisão.





O Ministério da Educação e Ciência quer dar mais autonomia às escolas para que possam flexibilizar mais os seus currículos. O anúncio foi feito pelo secretário de Estado da Educação, em Mafra, na assinatura de 30 novos contratos de autonomia. “Está a ser preparado um novo quadro legislativo para que, no próximo ano letivo, possa haver mais um degrau na autonomia das escolas”, referiu João Casanova de Almeida.





A Associação dos Bolseiros de Investigação Científica (ABIC) considera que está em curso, na área da Ciência, um “despedimento coletivo” que pode parar as linhas de investigação e fazer perder o investimento já realizado por Portugal.





Na sequência de uma ação da Federação Nacional dos Professores (Fenprof), a Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) está a notificar os colégios privados onde detetou irregularidades para regularizarem os salários dos docentes.





Ana Maria Bettencourt + David Rodrigues + Mia Couto

Ana Maria Bettencourt: A Educação leva muito tempo a mudar, a melhorar. É necessário perceber os efeitos das medidas que se tomam. Como é que nos podemos dar ao luxo de ter tantos professores no desemprego e tanta gente a querer formação? Faltam recursos para a Educação para Todos, não há verbas para manter as escolas com boas condições de trabalho, nem para ajudar alunos com necessidades educativas especiais... Estaremos em condições de financiar o ensino privado? [ex-presidente do CNE]

David Rodrigues: Estamos no bom caminho. O que nos mostram os estudos transnacionais é que os bons sistemas educativos são aqueles que ao mesmo tempo são capazes de criar a excelência e também a equidade. Qualquer sistema educacional fraco ou insuficiente consegue criar excelência. O que é realmente difícil é conseguir equidade, isto é, conseguir que as características e as circunstâncias de cada um dos alunos não originem o tratamento desigual em termos educativos. [presidente da Pró-Inclusão]

Mia Couto: É isso que me inspira: a infinita briga entre sermos um só e sermos plurais e cheios de potencialidades para a alteridade. Esse conflito está presente em cada pessoa, seja ela escritora ou não. Se quisermos, se tirarmos prazer disso, somos todos capazes de surpreender essa multiplicidade de histórias que há em cada um de nós. O importante não é tanto escrever, mas criar histórias. Essa capacidade faz-nos mais humanos, mais felizes, mais coletivos. [escritor, Prémio Camões 2013]

Nota: A Página da Educação [4€] pode ser adquirida na ProfEdições [Rua D. Manuel II, 51/C - Sala 25] e nas delegações do Sindicato dos Professores do Norte [SPN-Fenprof] ou solicitado o seu envio [apagina@apagina.pt | 226 002 790]. Brevemente, serão divulgados outros pontos de venda. Para assinar a revista, clicar aqui.





A Direção-Geral do Livro, Arquivos e Bibliotecas (DGLAB) revelou que 185 obras literárias em língua portuguesa foram apoiadas no ano passado para edição no mercado estrangeiro. Os apoios ocorreram no âmbito de programas de apoio à internacionalização.





Os alunos cujos pais tenham dívidas às Finanças e à Segurança Social já podem voltar a receber bolsas de estudo. O diploma, que impede ainda a divulgação pública dos nomes dos beneficiários, já foi publicado em Diário da República e entrou em vigor na quarta-feira.





A PÁGINA de inverno sai a público na entrada de um novo ano. O que explicará uma certa acentuação reflexiva em torno do tempo humano, das suas descontinuidades, das suas interpelações e dos seus desafios. Os textos que integram esta edição falam de um tempo de urgência, de atenção prioritária e de ação inadiável. Mas falam também de um tempo para amadurecer os esforços de mudança. Tempo para debater, para formar, para avaliar e para acompanhar.

Tal como acontece com todos os portugueses, a PÁGINA termina o ano num clima de inquietação e incerteza sobre o futuro próximo. Mas o que mais importa é que o nosso compromisso continua a ser o mesmo, um compromisso de luta, de reinvenção e de mudança. Afinal de contas, só assim o tempo é levado a sério.

Soberanos do tempo, conseguiremos alimentar a contracorrente de alteridade e esperança. Juntos, conseguiremos realizar a mudança. Porque é mesmo preciso que em 2014, quarenta anos depois, “Abril” aconteça, outra vez!... [do editorial]





Os alunos cujos pais tenham dívidas às Finanças e à Segurança Social já podem voltar a receber bolsas de estudo. O diploma, que impede ainda a divulgação pública dos nomes dos beneficiários, já foi publicado em Diário da República e entrou em vigor na quarta-feira.





A Direção-Geral do Livro, Arquivos e Bibliotecas (DGLAB) revelou que 185 obras literárias em língua portuguesa foram apoiadas no ano passado para edição no mercado estrangeiro. Os apoios ocorreram no âmbito de programas de apoio à internacionalização.





Embora não haja datas para um novo procedimento de admissão de docentes, o ministro da Educação admitiu a possibilidade de virem a ser vinculados aos quadros mais professores contratados com vários anos de serviço. “É possível, mas eu deixaria isso para uma comunicação posterior deste ministério”, afirmou Nuno Crato, citado pela agência Lusa.





O Ministério da Educação e Ciência e a RTP vão lançar um site para ajudar alunos, pais e professores. Trata-se do projeto Ensina, cujo protocolo de colaboração foi assinado na terça-feira, que vai divulgar conteúdos audiovisuais ligados a dez áreas temáticas: Artes, Português, Ciência, História, Cidadania, Filosofia, Educação para os Media, Espaço Infantil, Conhecer a RTP e RTP nas Escolas.





Um estudo patrocinado pela Comissão Europeia, apresentado na segunda-feira em Bruxelas, revela que Portugal tem uma das mais altas percentagens de jovens que não têm dinheiro para prosseguir os estudos (38%).





A Federação Nacional dos Professores recebeu mais de 1.500 denúncias de irregularidades verificadas na realização da chamada prova de avaliação de conhecimentos e capacidades (PACC) dos professores, realizada no dia 18 de dezembro e entretanto suspensa pelo Tribunal Administrativo e Fiscal do Porto. Embora nem todos preencham a totalidade dos campos de identificação pedidos pela Fenprof, os relatos dão conta de irregularidades cometidas, em alguns dos casos, pela própria Inspeção-Geral de Educação e Ciência (IGEC).





PACC

MEC impedido de qualquer ação que vise a concretização da prova [segunda chamada, correção/classificação, segunda fase]. TAF do Porto julgou procedente uma providência cautelar interposta pela Fenprof. 

O Tribunal Administrativo e Fiscal do Porto deu ontem provimento a uma providência cautelar interposta pela Federação Nacional dos Professores para a suspensão da chamada prova de avaliação de conhecimentos e capacidades (PACC), a realizar pelos docentes com menos de cinco anos de serviço.





A Torre dos Clérigos, no Porto, vai ser alvo de obras de intervenção e os principais contratos de requalificação do edifício já foram assinados. A igreja vai ser recuperada e o espaço entre a igreja e a torre vai ser aproveitado, com espaços museológicos.





Seis organizações sindicais de professores pediram uma reunião ao ministro da Educação, Nuno Crato, e aos deputados das comissões parlamentares de Educação, Ciência e Cultura e de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias para discutir irregularidades registadas na realização da prova de avaliação de conhecimentos e capacidades (PACC) e exigir a sua suspensão.





Quase metade dos 13.500 docentes inscritos não fizeram a “prova de avaliação de capacidades e conhecimentos” (PACC) marcada para hoje, 18 de dezembro, devido à greve convocada pela maioria dos sindicatos de professores e a uma série de perturbações e boicotes em muitas escolas onde a prova deveria ter lugar.





A “prova de avaliação de conhecimentos e capacidades” dos professores está marcada para hoje, quarta-feira, 18 de dezembro. Estão inscritos 13.500 docentes contratados com menos de cinco anos de serviço.

De forma a travar a realização da prova, há ações de protesto e de boicote anunciadas, bem como uma greve à vigilância da prova, convocada pela maioria das organizações sindicais de professores.

Ontem, professores acampados em frente à Escola Dona Maria, em Coimbra, prometeram fazer um cordão humano durante a manhã de hoje. “Não admitimos que se faça uma prova de avaliação a pessoas que não tiraram um curso a um domingo e que não o fizeram por equivalências”, disse à agência Lusa um dinamizador da iniciativa.





Houve debate, música para todos os gostos, cinema e poesia. A iniciativa Uma Vida Como A Arte - Existimos! Somos Pessoas!, organizada por uma comissão com o mesmo nome, tinha como objetivo a partilha de vivências e de expressões artísticas, independentemente de os participantes estarem em situação de sem-abrigo ou não.

“Queremos dar voz a todos, a quem tem casa e a quem não tem, a artistas conhecidos e a artistas de rua. Todos têm uma voz e têm aqui a oportunidade para se manifestarem de alguma forma”, disse Christian Georgescu, da organização do evento, que pretendeu também chamar a atenção para a realidade dos sem-abrigo, para as suas experiências e histórias e para a procura de soluções.





O Programa de Rescisões de Docentes por Mútuo Acordo entrou esta semana em vigor. Podem aderir ao programa todos os professores com menos de 60 anos e com contrato de trabalho em funções públicas; excluídos ficam os docentes que já estão a aguardar decisão sobre pedidos de aposentação ou de reforma antecipada. A adesão ao programa decorre de 15 de novembro a 28 de fevereiro do próximo ano.





Estudantes universitários vão ocupar esta quinta-feira, 14 de novembro, várias cantinas da Universidade do Porto e de institutos politécnicos, como forma de protesto contra a proposta do Orçamento do Estado para o Ensino Superior. O aumento dos preços praticados nas cantinas, os novos cortes que o Orçamento do Estado prevê para a Educação, as propinas, o Processo de Bolonha, o Regime Jurídico das Instituições de Ensino Superior e a Ação Social Escolar são os temas do protesto, agendado para as 12h30.





O Bloco de Esquerda apresentou esta semana dez medidas para o Ensino Superior público, tendo em vista o debate na especialidade do Orçamento do Estado para o próximo ano. As propostas passam pela isenção de qualquer processo de requalificação ou mobilidade especial para os docentes do Ensino Superior e pela isenção de propinas para os estudantes com bolsa de Ação Social Escolar.





18 DE DEZEMBRO

O Ministério da Educação e Ciência marcou para 18 de dezembro a realização da prova de avaliação de professores (componente comum). De acordo com o despacho, “o valor a pagar pela inscrição na prova, incluindo a componente comum e uma componente específica, é fixado em 20 euros”, valor que pode aumentar se os professores prestarem provas em mais do que uma componente específica [a realizar entre 1 de março e 9 de abril do próximo ano], para poderem concorrer a vagas em diferentes grupos de recrutamento – por cada prova extra, os docentes terão de pagar mais 15 euros.





A Federação Nacional dos Professores está a promover um conjunto de ações contra a prova de acesso à carreira docente, entre as quais a entrega de providências cautelares nos Tribunais Administrativos e Fiscais de Lisboa, Porto, Coimbra, Beja, Funchal e Ponta Delgada.





A intenção de possibilitar a criação de escolas independentes, enunciada pelo Governo no guião para a reforma do Estado, deixa os pais reticentes, por haver ainda “muitas questões para esclarecer”.





O Ministério da Educação e Ciência quer regulamentar as rescisões por mútuo acordo com professores com menos de 60 anos que não tenham pedido a aposentação. A proposta foi enviada aos sindicatos de professores e as duas maiores federações do setor (Fenprof e FNE) já reagiram negativamente. “É uma vez mais o Governo, e o Ministério da Educação integrado neste quadro, a propor aos professores caírem no logro que é a vigarice das rescisões por mútuo acordo, que não são mais do que um despedimento sem direitos e sem subsídio de desemprego”, considera Mário Nogueira, secretário-geral da Federação Nacional dos Professores.





Contrariando aquilo que escolas, associações de pais e sindicatos de professores têm vindo a denunciar, o ministro da Educação e Ciência afirmou, durante uma audição na Comissão Parlamentar de Educação, Ciência e Cultura, que faltam colocar “apenas” 16 professores de Educação Especial nas escolas.





Depois de quase uma década de portas fechadas, a Casa das Artes reabriu ao público. O seminário internacional “Património Cultural: Economia e Emprego”, organizado pela Direcção Regional de Cultura do Norte, marca a reabertura do espaço, que foi renovado.





“A atual crise económica está a afetar severamente a Educação em Portugal, com um significante impacto nos recursos disponíveis”. Esta é a conclusão de um relatório do Comité Português do UNICEF (Fundo das Nações Unidas para Infância). O documento analisa a forma como Portugal tem aplicado a Convenção dos Direitos da Criança e resulta da compilação de dados de várias instituições, como a Confederação Nacional de Associações de Pais, o Instituto de Apoio à Criança ou a Rede Europeia Anti-Pobreza.





A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) e a Confederação Nacional dos Organismos de Deficientes (CNOD) estão a desenvolver um projeto intitulado A Importância da Escola na Inclusão Social de Crianças e Jovens com Deficiência. A iniciativa teve início esta semana, na Escola Secundária Severim de Faria, em Évora, e até dezembro vai percorrer todo o país.





UMA EM CADA QUATRO

De acordo com o Ministério da Educação e Ciência, uma em cada quatro escolas ou agrupamentos vai ter contrato de autonomia ainda este ano, o que vai permitir aos estabelecimentos de ensino a contratação de professores e funcionários, a avaliação de docentes, a definição de um modelo pedagógico e a realização de obras.





APRESENTAÇÃO PÚBLICA DA EDIÇÃO Nº 201

O número 201 d’A Página da Educação (outono.2013) já circula nas mãos dos leitores, mas foi apresentada publicamente, na terça-feira, na presença de amigos e colaboradores. “Não é por acaso que estamos aqui hoje”, começou por dizer Isabel Baptista, diretora da revista, aludindo à cumplicidade com o local escolhido para a sessão: a UNICEPE - Cooperativa Livreira de Estudantes do Porto foi alvo de uma reportagem para esta edição da PÁGINA e está a celebrar 50 anos, afirmando-se como um espaço “de resistência e de afetos”.





Professores, pais e alunos concentraram-se ontem, 9 de outubro, em frente ao Ministério da Educação e Ciência, exigindo uma Educação Inclusiva de Qualidade.





A Federação Nacional dos Professores considera que a proposta de Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores é incompleta e abre portas a decisões à margem das negociações com as estruturas sindicais.





Há escolas que têm falta de funcionários nas secretarias, n o acompanhamento das Atividades de Enriquecimento Curricular e nas cozinhas, porque a legislação ignora essas necessidades e não tem em conta o alargamento do horário escolar.





O barómetro da associação Empresários pela Inclusão Social (EPIS) revela que as famílias estão mais presentes e participativas na vida escolar dos alunos, embora estejam mais afastadas da escola. O documento, que compara dados entre 2007 e 2012, relativos a mais de 23 mil alunos do 3º Ciclo de todo o país, traça uma evolução da relação dos alunos com a escola, com a família e entre estas.





O Dia Mundial dos Professores celebra-se anualmente no dia 5 de outubro. A data foi proclamada pela UNESCO, em 1994, para homenagear os professores e chamar a atenção para a importância fundamental da profissão docente.





O Inquérito ao Registo Nacional de Temas de Tese dos doutoramentos concluídos em 2012 revela que as mulheres lideram os doutoramentos em Portugal (54%) e que o número de teses aumentou exponencialmente desde 2000.





Quatro entrevistas na Página de outono

   





MANUEL JACINTO SARMENTO À PÁGINA

cratês, enquanto ideologia neoconservadora expressa por Nuno Crato, nunca terá aderência à realidade. A ligação dessa ideologia com a realidade das escolas é extremamente débil. Portanto, não podemos encontrar em Nuno Crato ministro a expressão daquilo que ele é enquanto ideólogo, por consequência direta das próprias contradições do cratês. Nós temos um ministro que imaginou um mundo com o qual se confrontou, e que efetivamente não tem nenhuma consistência, e tentou sempre soluções de continuidade, estratégias que lhe fossem permitindo sustentar o seu sistema de crenças numa realidade que continuamente lhe escapava. E a consequência disso foram medidas mal preparadas, inconsistentes, inarticuladas e funestas. Eu acho que Nuno Crato, dois anos depois, consegue ser o pior ministro de todo o período democrático. Claramente.





A universidade portuguesa melhor classificada na edição de 2013 dos QS World University Rankings é a Universidade do Porto. Num dos mais prestigiados rankings internacionais, que avalia mais de 800 instituições de Ensino Superior em todo o mundo, a UP ficou em 343º lugar.





A partir deste mês de setembro, a Área Metropolitana do Porto disponibiliza a plataforma Roteiro dos Espaços Educativos da AMP. Trata-se de uma ferramenta que permite ver online os 313 espaços educativos existentes no território.





XAVIER BONAL À PÁGINA

La escuela tiene que cambiar sus códigos de funcionamiento. Y tiene que preocuparse precisamente de la educación de los sujetos en el sentido amplio – no del conocimiento, yo creo, ni simplemente del aprendizaje. El gran problema es la ausencia de atención a la subjetividad. Juan Carlos Tedesco nos habla de las políticas de subjetividad, es decir, que el sistema sea capaz de adaptarse flexiblemente a las subjetividades de los alumnos, que los alumnos sean capaces de construir un proyecto de vida y que en la escuela noten que los ayudan, y establecer relaciones de confianza. Eso quiere decir que la escuela tiene que tener capacidad de flexiblemente no denegar la tradicional reforma institucional, pero utilizarla de forma muy flexible. El currículum, la pedagogía, la organización de la escuela tienen que responder a los sujetos que tienen y a sus experiencias sociales, a esas “mochilas” de su experiencia que traen a la escuela.





O Serviço Educativo da Academia Contemporânea de Espetáculo [Praça Coronel Pacheco, no Porto] está a promover aulas livres de dança contemporânea sob a orientação de Mariana Amorim e Vera Santos e coordenação artística de Joana Providência. As aulas são de frequência livre e vão decorrer até julho de 2014, às terças e quintas-feiras, das 19h30 às 21 horas.





As aulas só deverão começar amanhã (onde for possível, porque há ainda muitas escolas sem a totalidade dos professores), mas o ano letivo 2013/2014 arrancou oficialmente na quinta-feira, em 6.292 escolas.





Um estudo realizado pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra conclui que “a implementação de um programa regular de tutoria no Ensino Básico, prestado por professores, terá um forte impacto na redução do absentismo e insucesso escolar”.





Falta de funcionários, turmas sobrelotadas, mais horas de trabalho e risco de não começar o ano escolar a tempo, são alguns dos receios manifestados por pais e professores no arranque do ano letivo 2013/14.





Educadores e professores engrossaram esta segunda-feira as filas nos centros de emprego, de modo a requererem o subsídio de desemprego. Isto porque as listas de docentes a contratar ainda não foram divulgadas, deixando milhares no desemprego a partir de 31 de agosto.





EDUCAÇÃO E APRENDIZAGEM

Na discussão sobre Educação, as pessoas falam mais de aprendizagem do que sobre educação. Veem a educação como o professor a ensinar e falam de aprender mais do que ensinar. Algumas pessoas pensam que aprendizagem é educação, mas não são a mesma coisa. O exemplo que uso é farinha e pão: todo o pão é feito de farinha, mas nem toda a farinha é pão – toda a educação é aprendizagem, mas nem toda a aprendizagem é educação. Nós aprendemos da publicidade, dos órgãos de comunicação social, dos jornais, das televisões, dos livros, aprendemos de falar com as pessoas. E isso não é educação… Aprendizagem diária é o que lhe chamo, ou aprendizagem informal. A aprendizagem informal é mais profunda, porque é inconsciente, mas também é fortemente emocional: tu aprendes com pessoas de quem gostas, aprendes com grupos, no recreio, com a família – é uma aprendizagem profundamente emocional. Se tomássemos a aprendizagem diária mais a sério, estaríamos corretos com mais frequência.





ESCOLA PÚBLICA E ESCOLAS PRIVADAS

Si el Estado tiene dos redes escolares, una de propiedad pública y otra de propiedad privada, debería garantizar que las dos cumplen una función pública, es decir, que educan para la democracia, que admiten a todo tipo de alumnos, que garantizan la igualdad de oportunidades, que son laicas y no sectarias. No es una opción, es una obligación, porque son instituciones.





O desemprego na classe docente “resulta de políticas impostas pelo Governo”, que desvalorizam a Educação e visam despedir professores, considera a Federação Nacional dos Professores em comunicado.





O Sindicato dos Professores da Grande Lisboa anunciou que vai processar o Ministério da Educação e Ciência por mau uso de dinheiros públicos, proteção ilegítima de interesses e não respeitar a legislação.





O som forte do tambor dá início à confeção da massa pasteleira e à aplicação de solas em sapatos... Vozes sussurram palavras que se misturam com sons e ritmos do martelo a calcetar... É assim Experimentum Mundi, ópera com música imaginística que o maestro italiano Giorgio Battistelli apresentou em março na Casa da Música, onde é Artista em Associação 2013.





Na primeira fase do concurso nacional de acesso ao Ensino Superior público registaram-se este ano menos 4.837 candidaturas, relativamente ao ano passado. Os resultados vão ser conhecidos a 9 de setembro.





Promover a participação ativa de todos os membros da comunidade escolar na defesa dos valores e princípios dos Direitos Humanos é o principal objetivo do projeto Escolas Amigas dos Direitos Humanos, que vai ser lançado pela Amnistia Internacional/Portugal. Trata-se de uma iniciativa que já decorre em 20 países e que surgiu no âmbito do Programa Mundial para a Educação em Direitos Humanos, lançado pelas Nações Unidas em 2004.





David Justino não quer um Conselho Nacional de Educação de oposição ao ministro. “Acho que o CNE tem que emitir os pareceres não para fazer oposição ao ministro, mas para fazer um parecer fundamentado com critérios claros de sustentação das ideias. Se isso afeta o bem-estar ou mal-estar do ministro, nós não podemos pensar nisso. O CNE é um órgão autónomo e independente e é isso que lhe permite manter a isenção no seu trabalho. Vou lutar até ao fim por essa característica”, assegurou o novo presidente do CNE no tomada de posse.





As federações e associações académicas esperam que o novo secretário de Estado do Ensino Superior pacifique o setor. Os responsáveis universitários, que estiveram reunidos em Coimbra, no Encontro Nacional de Académicas (ENA), consideram que a posse de José Ferreira Gomes “poderá abrir uma janela de oportunidade para a pacificação do setor e para um entendimento setorial de curto e médio prazo, possibilitando uma nova forma de construir participadamente as políticas do Ensino Superior”.





Venda de livros, performances poéticas e musicais, tertúlias, sessões de autógrafos, homenagens, etc. Ao longo das duas últimas semanas o evento Letras na Avenida animou a Avenida dos Aliados, no Porto, registando uma média de cinco mil visitantes por dia.





O Instituto de Avaliação Educacional, que sucede ao atual Gabinete de Avaliação Educacional (GAVE), deve entrar em funcionamento no dia 1 de outubro, segundo decreto-lei publicado em Diário da República, onde se lê que o IAVE vai ter a competência de “planear, conceber e validar os instrumentos de avaliação externa” dos alunos, bem como “os instrumentos” de avaliação externa para certificação profissional de professores.





A Federação Nacional dos Professores apresentou na Procuradoria-Geral da República uma queixa contra o Ministério da Educação e Ciência e o ministro Nuno Crato, por desrespeito à Lei da Negociação.





Dos 45.431 professores sem vínculo opositores ao concurso, apenas três conseguiram entrar nos quadros: dois de Espanhol e um de Religião e Moral – este foi o principal resultado do concurso de colocação de professores.





A casa onde Antero de Quental viveu, em Vila do Conde, entre 1881-1891 já está aberta ao público. A última residência do escritor no continente vai ser dedicada à recolha de informação em diferentes suportes e registos, bem como ao estudo da vida e obra de grandes nomes da Literatura Portuguesa, alguns dos quais passaram também por Vila do Conde, como Eça de Queiroz, Guerra Junqueiro ou Camilo Castelo Branco.





Assunção Flores é a primeira portuguesa a assumir a presidência da Associação Internacional de Estudo dos Professores e do Ensino (ISATT). A eleição decorreu na Bélgica, no âmbito do 16º congresso da associação, que visa promover, analisar e divulgar a investigação sobre os professores e o ensino, bem como aprofundar o conhecimento e a prática para melhorar a qualidade da Educação.





O Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental da Universidade do Porto (CIIMAR) e o Sea Life-Porto assinaram uma parceria para a partilha de recursos e a promoção da educação e da literacia científica do oceano – as duas instituições vão realizar palestras, seminários,workshops e atividades de campo no âmbito de programas de divulgação científica.





1º CICLO DO ENSINO BÁSICO

Uma delegação da Federação Nacional dos Professores vai ser recebida hoje pelo secretário de Estado dos Ensinos Básico e Secundário. A Fenprof exige a clarificação de aspetos relacionados com o 1ºCEB e os horários dos professores do setor, a suspensão das alterações curriculares constantes do DL 91/2013 e a realização de debate público sobre as mesmas, bem como o integral cumprimento dos compromissos registados na ata negocial assinada com o MEC em 25 de junho.





A segunda fase das provas finais do 1º Ciclo começou ontem (Português) e termina na sexta-feira, dia 12 (Matemática). Dos mais de 106 mil alunos que realizaram a primeira fase destas provas, cerca de 12 mil repetem-nas agora, depois de ter decorrido um prolongamento do ano letivo durante o qual os alunos tiveram um apoio extraordinário nas duas disciplinas.





Cumpriu-se no passado sábado o segundo dia da iniciativa Acorda, Porto!, que juntou escritores e leitores em esplanadas da Praça da Liberdade. “Não há feira, mas há escritores” foi o mote deste encontro de dois dias (22 e 29 de junho), por onde passaram escritores como Ana Luísa Amaral, Afonso Cruz, Miguel Miranda e Richard Zimmler, entre muitos outros.









O relatório anual da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) sobre Educação, Education at a Glance, indica que, entre 2005 e o ano letivo 2010/2011, houve um aumento significativo no número de horas letivas dadas pelos professores portugueses – entre 2005-2011, o tempo dedicado ao ensino teve um aumento significativo: mais 65 horas anuais no 1º Cilo, mais 210 no 3º e mais 265 no Ensino Secundário.





SUGESTÃO DE LEITURA

Prestes a completar 14 anos, Rosália foi contratada, em 1965, para servir António de Oliveira Salazar. Durante anos, conheceu a vida doméstica do palacete de São Bento e o lado mais privado do ditador, os seus hábitos e segredos, gostos e desgostos – foi a única empregada presente no momento da sua morte (1970). Recorrendo ao testemunho direto, A Última Criada de Salazar [Oficina do Livro, maio.2013] reúne episódios inéditos e vasta documentação que lançam um novo olhar sobre os últimos anos de vida do ditador.





Depois de ter recusado marcar uma nova data para o exame nacional de Português (12º ano) que decorreu no dia 17, no sentido de evitar as consequências da greve geral de professores convocada para o mesmo dia, o Ministério da Educação e Ciência (MEC) anunciou que os milhares de alunos que não puderam realizar a prova, por falta de professores, vão poder fazê-lo no próximo dia 2 de julho – estavam inscritos cerca de 75.000 estudantes.





Hoje, 17 de junho, primeiro dia de exames nacionais, é também dia de greve geral de professores, a culminar uma semana de luta convocada por nove organizações sindicais docentes, que incluiu greves diárias ao serviço de avaliações – segundo os sindicatos, não se terão realizado mais de 90% dos conselhos de turma previstos – e uma manifestação nacional, no sábado, em que participaram dezenas de milhares de professores.





Numa medida de duvidosa oportunidade política, e despida de efeito prático na inviabilização da greve geral de professores (17 de junho), o presidente do Júri Nacional de Exames enviou uma mensagem aos diretores e presidentes das CAP dos agrupamentos e escolas não agrupadas indicando as “medidas organizativas a adotar pelas escolas” para a “realização das provas finais de ciclo e exames finais nacionais”.





O Conselho Nacional de Educação enviou duas recomendações ao ministro da Educação e Ciência, relativamente à formação contínua de educadores de infância e professores dos ensinos Básico e Secundário e à educação e formação de adultos (EFA).





A Comissão Europeia apresentou recentemente um relatório sobre as condições de trabalho dos professores em 32 países. O documento indica que Portugal é um dos países europeus onde os docentes demoram mais a alcançar o salário máximo e a atingir o topo da carreira.





A Universidade do Porto apresenta uma variada oferta formativa para os meses de verão. De junho a setembro, são mais de 50 os cursos promovidos por seis faculdades: Belas Artes, Ciências da Nutrição e Alimentação, Engenharia, Economia, Letras e Psicologia e Ciências da Educação.





Termina na quinta-feira, 9 de maio, a Semana Internacional com que a Universidade do Porto promove a mobilidade estudantil, divulgando os países que acolhem estudantes ao abrigo do Programa Erasmus – nesse dia, terá lugar um Eurolunch, que vai reunir responsáveis do programa, estudantes da UP e internacionais e representantes de universidades parceiras.





03-04.MAIO

O 11º Congresso Nacional dos Professores, órgão máximo da Fenprof, vai decorrer no Fórum Lisboa. Sob o lema Afirmar a Escola Pública. Valorizar os Professores. Dar Futuro ao País, o debate a realizar terá como ponto de partida o conjunto de respostas a um questionário que a Federação fez circular pelas escolas e que “foi preenchido por muitos milhares de docentes”.





O prazo de inscrição na rede de Educação Pré-Escolar e dos ensinos Básico e Secundário do Ensino Português no Estrangeiro (EPE, Europa) para o ano letivo 2013/2014, foi alargado até 12 de maio.





Portugal vai integrar a iniciativa Massive Open Online Course, no âmbito da qual 11 países vão disponibilizar gratuitamente cerca de 40 de cursos online.





A maioria dos estabelecimentos de Educação Pré-Escolar e dos ensinos Básico e Secundário avaliados no ano letivo passado pela Inspeção-Geral da Educação e Ciência obteve resultados positivos, de acordo com o relatório “Avaliação Externa das Escolas 2011-2012”.





Publicadas as listas finais

A Direção-Geral da Administração Escolar publicou as listas finais de colocação do concurso de vinculação extraordinária aberto para professores contratados. Às 600 vagas abertas, maioritariamente na região de Lisboa, candidataram-se 26.214 professores, tendo sido validadas 22.662 candidaturas válidas.





A Federação Nacional dos Professores é contra os exames do 4º ano de escolaridade e acusa o Ministério da Educação e Ciência de estabelecer um conjunto de regras que fazem com que as escolas e as crianças “recuem, neste domínio, a tempos de má memória para a história da Educação”.





ARQUITETURA PAISAGISTA

O Prémio Sir Geoffrey Jellicoe, considerado o Nobel da Arquitetura Paisagista, foi atribuído ao arquiteto Gonçalo Ribeiro Telles. O galardão, cuja entrega foi anunciada esta semana em Auckland (Nova Zelândia), é atribuído pela Federação Internacional dos Arquitetos Paisagistas e pretende “reconhecer um arquiteto paisagista cuja obra e contribuições ao longo da vida tenham tido um impacto incomparável e duradoiro no bem-estar da sociedade e do ambiente e na promoção da profissão”.





Para “ponderar futuros desenvolvimentos” do programa de expansão e desenvolvimento da Educação Pré-Escolar (PEDEPE), o Governo criou um grupo de trabalho que, no prazo de 60 dias, deverá apresentar um relatório sobre o impacto do programa.





De acordo com uma nota do Ministério da Educação e da Ciência, divulgada pela agência Lusa, foram já homologadas as metas a atingir em História, Geografia e Ciências Naturais (2º Ciclo) e em História, Geografia e Ciências Naturais (7º e 8º anos) e Físico-Química.





ESTADO DA EDUCAÇÃO 2012

O Conselho Nacional de Educação apresentou ontem, 10 de abril, o relatório Estado da Educação 2012. O documento, que analisa a evolução da Educação na última década, revela que o investimento no setor recuou para valores de há onze anos.





A Plataforma de Acessibilidade PLACES – projeto financiado pela Universidade do Porto e pela Fundação Calouste Gulbenkian – foi apresentada ontem na reitoria da UP.





MEC ANUNCIOU MAIS 18 MEGA-AGRUPAMENTOS

Receando as consequências para a qualidade do ensino, a Federação Nacional dos Professores (Fenprof) e a Federação Nacional da Educação (FNE) reprovam as fusões de escolas/agrupamentos anunciadas esta semana pelo Ministério da Educação e Ciência.





Após reunião com os sindicatos representativos do setor, o ministro da Educação, Nuno Crato, garantiu que não vai haver alterações no horário de trabalho dos professores (35 horas) e sugeriu que os atuais 23 quadros de zona pedagógica (QZP) serão reduzidos para 10 – e não para sete, como previa uma anterior decisão.





2º/3º CICLO DO ENSINO BÁSICO

O Ministério da Educação e Ciência antecipou para 15 de julho a afixação das notas dos exames finais dos 6º e 9º anos, prevista inicialmente para 22.07. A alteração foi publicada em Diário da República: “O ajustamento de alguns dos procedimentos relativos à classificação das provas finais do 2º e 3º ciclo, entretanto efectuado, permite, sem prejudicar a qualidade e o rigor exigíveis, antecipar a data de afixação das pautas referentes às classificações das primeiras chamadas das provas finais de Português e de Matemática”.





A Federação Nacional dos Professores considera que o Governo está a preparar um novo despedimento coletivo na Administração Pública, com um “impacto fortíssimo nos professores” – “sob a capa de mobilidade especial, rescisão por mútuo acordo ou qualquer outra, o Governo pretende desenvolver um simulacro de negociação para, de seguida, impor o que já decidiu”.





A maioria dos partidos com representação parlamentar aprovaram uma resolução apresentada pelo CDS-PP visando a obrigatoriedade de todas as escolas proporcionarem formação em suporte básico de vida (SBV) aos alunos que frequentam o 3º Ciclo do Ensino Básico – a exemplo do que já acontece, desde 2007/08, na Escola Secundária Poeta Al Berto, em Sines.





No próximo dia 21, a Federação Nacional dos Professores vai entregar na Presidência da República as 151 condenações judiciais do Ministério da Educação e Ciência em processos interpostos por professores contratados e entretanto dispensados que exigem o pagamento da indemnização devida.





Entre 1991 e 2011, a taxa de abandono escolar caiu de 12,6 para 1,7 por cento, revela o estudo “Atlas do Abandono e do Insucesso Escolar em Portugal”, apresentado por David Justino durante a 3ª Conferência da associação Empresários pela Inclusão Social (EPIS), dedicada ao temaEscolas de Futuro: Dar Esperança a Todos os Jovens. “Isto corresponde a um grupo de 11.500 miúdos e, embora sejam números residuais, não devem ser esquecidos”, referiu o ex-ministro da Educação (governo de Durão Barroso).





Marçal Grilo considera que Portugal tem feito progressos significativos no combate ao abandono escolar, mas está “ainda aquém” do que devia. “E mesmo quando tivermos taxas de abandono zero, isso não será irreversível. É um pouco como a democracia, é algo por que tem de se lutar todos os dias”, defende o ex-ministro da Educação (governo de António Guterres).





A Casa da Música vai celebrar a Páscoa com concertos dos agrupamentos residentes, que vão interpretar o “Requiem” de Verdi e o “Stabat Mater” de Vivaldi. A primeira obra vai ser apresentada pela Orquestra Sinfónica e o Coro Casa da Música (dia 22, 21h30), enquanto a segunda vai ser interpretada pela Orquestra Barroca (dia 24, 18h).

 





A Federação Nacional da Educação enviou ao Ministério da Educação e Ciência uma proposta relativa à organização do ano letivo, reiterando o “escrupuloso respeito” pelo horário de trabalho com o limite máximo de 35 horas semanais.





Patrick Watson, Mélanie Pain, Little Friend e Emmy Curl compõem o cartaz da edição deste ano do Festival para Gente Sentada, que decorre na sexta-feira, 8 de março, a partir das 21 horas, no Cineteatro António Lamoso, em Santa Maria da Feira.





Mais de 26 mil professores apresentaram candidatura a uma das 600 vagas no concurso de vinculação extraordinária de docentes, lançado pelo Ministério da Educação e Ciência.





A edição portuguesa do Le Monde Diplomatique de fevereiro destaca dois dossiês em torno da atual crise económica: “Cortar na dívida para crescer com o Estado social” e “O laboratório grego”. Entre outros assuntos, o LMD debruça-se, ainda, sobre a situação no Mali, a infância, imigração e planeamento familiar, violência sobre as mulheres na Índia, o ajustamento estrutural no Egito e o tráfico de cocaína em África.





A Associação Geoparque de Arouca (AGA), em parceria com a comissão nacional da UNESCO e a Câmara local, está a promover um concurso dirigido a alunos e professores dos estabelecimentos de ensino da Área Metropolitana do Porto – “A Água Que Nos Une” prevê a produção de materiais com vista à reflexão e ao aprofundamento de temas relacionados com a água. As inscrições estão abertas até 8 de março [mais informações em www.geoparquearouca.com].





Dados da Direção-Geral do Ensino Superior revelam que um em cada três pedidos de bolsa destinados a apoiar estudantes carenciados foi recusado. Dos 87.637 requerimentos que deram entrada nos serviços de Ação Social das instituições até à semana passada, 75.371 já foram decididos, sendo que 49.546 foram aprovados e 25.825 rejeitados.





Em 2011/2012, a PSP recebeu 3.222 denúncias no âmbito do Programa Escola Segura, sendo que foram participadas 2.091 ocorrências dentro das escolas e 1.131 fora dos estabelecimentos de ensino. Os principais crimes denunciados foram ofensas corporais (1.072), furto (757), injúrias e ameaças (436), vandalismo (244), roubo (241) e ofensas sexuais (85), tendo sido detidas 62 pessoas, a maioria por furto (11) e roubo (11), tráfico de estupefacientes (9) e ofensas corporais (7).





“O país não estará em condições de algum dia enveredar pelo caminho da prosperidade, do crescimento económico sustentável, se não continuar a investir na Educação, no Ensino Superior, na investigação tecnológica e científica”. Esta foi uma ideia defendida por Jorge Sampaio (28 de janeiro) na cerimónia comemorativa dos 30 anos do Instituto Politécnico de Bragança.





Fundada em 26 de janeiro de 1993, a Internacional de Educação une organizações de educadores, professores, investigadores, diretores de estabelecimento e outros trabalhadores da educação.





26 DE JANEIRO, EM LISBOA

“Contra a catástrofe, por um país com futuro”, milhares de professores, educadores e investigadores de todo o país deverão encher hoje a Avenida da Liberdade, em Lisboa.

Convocados pela Federação Nacional dos Professores (Fenprof), os manifestantes concentrar-se-ão na rotunda do Marquês de Pombal (15h) e descerão até ao Rossio, onde terá lugar uma intervenção do secretário-geral da Fenprof (16h) – além da análise da situação do país, nomeadamente na área da Educação, Mário Nogueira deverá propor aos manifestantes novas formas de ação e de luta por uma reclamada profunda mudança de políticas educativas. 





Foi publicada em Diário da República a portaria do Ministério da Educação e Ciência para a vinculação extraordinária de professores (nº 22-A/2013, de 23 de janeiro). O documento indica como as 600 vagas anunciadas ficam distribuídas no território e por área pedagógica.





O vice-presidente da Junta Metropolitana do Porto (JMP) defende o reforço das competências metropolitanas na área da Educação, afirmando não compreender a existência da empresa pública Parque Escolar – “confesso que não vejo nenhuma razão para que exista, quando há 308 ‘Parques Escolares’ no país preparadas para fazer o mesmo trabalho”, afirmou Manuel Castro Almeida, citado pela agência Lusa, no decorrer do seminário internacional “Projectos Educativos Municipais: dinâmicas de construção, implementação e monitorização”, promovido pela Área Metropolitana do Porto na Biblioteca Municipal Almeida Garrett (Porto).





O Núcleo do Norte da Associação José Afonso exibe no dia 1 de fevereiro (21h30) o documentário “Donos de Portugal”, a que se seguirá um debate com o historiador Manuel Loff. O documentário analisa a proteção do Estado às famílias que ao longo dos últimos 100 anos têm dominado a economia portuguesa (Mello, Champalimaud e Espírito Santo).





Nas primeiras segundas-feiras de cada mês (fevereiro a julho), a Universidade Popular do Porto vai promover o ciclo de cinema “6 Filmes, 6 Olhares Sobre a Educação”, uma iniciativa que pretende abordar a relação Educação-Instrução em três tempos cronológicos.





O Ministério da Educação e Ciência anunciou a criação de 67 novos agrupamentos escolares. Segundo a lista divulgada, a reorganização da rede escolar criou 12 novos agrupamentos com mais de 3000 alunos e apenas dois novos agrupamentos com menos de mil. Os novos agrupamentos entram em vigor quando forem nomeadas as novas Comissões Administrativas Provisórias.





O Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas criou um grupo de trabalho para analisar o abandono escolar no Ensino Superior. De acordo com António Rendas, presidente do CRUP, o grupo de trabalho pretende fazer o levantamento do número de casos existentes até março ou abril. O estudo, coordenado pelo reitor da Universidade da Beira Interior, João Queirós, vai ser realizado em colaboração com o Ministério da Educação e Ciência.





Os Centros para a Qualificação e o Ensino Profissional (CQEP), que vão substituir os Centros Novas Oportunidades (CNO), devem abrir no próximo mês de abril, depois de o diploma legal que vai regular a sua criação ser “submetido a apreciação pública e audição dos parceiros sociais durante o mês de janeiro”.





Numa das alas do claustro da Biblioteca Pública Municipal do Porto (Rua D. João IV) está a ser instalada a Sala de Coleções Especiais Eugénio de Andrade. O novo espaço deverá abrir até ao final de junho e vai receber o espólio do poeta, que está na posse da autarquia portuense desde dezembro de 2010, após extinção da fundação com o seu nome.





A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) apresentou um barómetro dedicado à perceção de criminalidade e insegurança da população mais idosa. De acordo com o estudo, a maioria das pessoas não considera que as famílias e a sociedade estejam preparadas para lidar com os problemas de saúde e sociais dos mais idosos.





VINCULAÇÃO DE PROFESSORES

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) entregou hoje, 27 de dezembro, quatro ações no tribunal pela aplicação da diretiva comunitária, que, no setor público, impõe o respeito pelas normas de vinculação de trabalhadores do setor privado. A iniciativa surge uma semana depois de o Ministério da Educação e Ciência (MEC) ter anunciado um concurso extraordinário para a entrada nos quadros da Função Pública de cerca de 600 professores contratados.





A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) convocou uma manifestação nacional para 26 de janeiro, em Lisboa. Trata-se de mais uma forma de a maior organização sindical de professores mostrar o seu descontentamento perante a situação que vive o ensino em Portugal. Segundo Mário Nogueira, com este Governo “não há saídas para o país” – por isso, “é urgente uma profunda alteração das políticas da Educação e das outras áreas sociais; é urgente a demissão deste Governo”.





O Ministério da Educação e Ciência (MEC) anunciou que vai ser aberto um concurso extraordinário para a entrada de cerca de 600 professores contratados nos quadros. O concurso vai decorrer “nos próximos três, quatro meses”, segundo o ministro.





Durante um encontro do projeto-piloto do ensino vocacional, na Marinha Grande, o ministro da Educação afirmou que “o país não precisa só de licenciados” e que é “importante que haja pessoas que tenham formações profissionais de outro tipo, como técnicos de informática, marceneiros ou auxiliares de enfermagem”.





“A tua segurança não é um jogo. Fica ligado” é o lema da campanha de informação e sensibilização com que a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) pretende prevenir a violência entre jovens e ensiná-los a agir em situações de que sejam vítimas.





A Galeria Geraldes da Silva inaugura no dia 1 de dezembro três exposições simultâneas, incluídas no programa “Cores no Feminino”: Caminhamos no Efémero (Margarida Marinho), Complexidades (Humberta Coelho) e Pequenas Memórias (Fátima Carvalho) – três exposições de pintura para ver até 27 de dezembro, de segunda-feira a sábado, das 10h às 13h e das 14h30 às 19h.





A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) lançou um site específico sobre violência doméstica.





A Federação Nacional dos Professores pediu esta semana a suspensão do atual modelo de avaliação dos professores neste ano letivo. Para a Fenprof, a suspensão daria mais tempo às escolas para se organizarem e aos professores “a possibilidade de, ‘respirando’, poderem dedicar as suas já parcas forças ao que de essencial deles se espera: uma completa disponibilidade para trabalharem com os seus alunos e se dedicarem à vida das escolas”.





O Grande Prémio Portugal Telecom de Literatura em Língua Portuguesa 2012 foi atribuído a Valter Hugo Mãe. O reconhecimento foi feito numa cerimónia em São Paulo, no Brasil, onde as suas obras têm grande sucesso.

Valter Hugo Mãe foi entrevistado n’a Página da Educação de verão – leia aqui a entrevista com Maria João Leite.





No âmbito da apresentação da estratégia “Repensar a Educação”, a Comissão Europeia divulgou dados que colocam Portugal no terceiro pior registo relativamente ao abandono escolar precoce entre os Estados-membros da União Europeia (UE), ao atingir os 23,2 por cento em 2011. A Comissão considera, no entanto, que “o desempenho melhorou significativamente durante o período 2006-2011”, já que em 2006 este problema chegava aos 39,1%.





O Théatre de la Ville, que há 30 anos acolheu uma série de concertos de José Afonso, voltou a receber a música do autor de “Grândola Vila Morena”, num espetáculo de homenagem protagonizado por Júlio Pereira (direção musical), Francisco Fanhais, João Afonso, António Zambujo e Mayra Andrade. O concerto esgotou a sala de espetáculos, com capacidade para cerca de mil espetadores, e foi transmitido em direto na internet [registo áudio disponível em http://youtu.be/7lJ517Dlbe8].





Um número muito elevado de escolas estiveram hoje encerradas em todo o país, desde jardins de infância a estabelecimentos de Ensino Superior. A participação dos educadores e professores na greve geral mereceu, por isso, um louvor da direção do Sindicato dos Professores do Norte (SPN/Fenprof), que recusa “o retrocesso que o Governo pretende realizar ao nível dos direitos profissionais e das condições de trabalho nas escolas” como parte da solução para a crise.





O prémio World Innovation Summit for Education, considerado o Nobel da Educação, foi entregue ontem à organização não governamental indiana Prantham, que tem como missão o combate ao analfabetismo. “Agrada-me o facto de o prémio contribuir para que se discutam mais os problemas da Ásia e do hemisfério Sul”, afirmou Madhav Chavan, co-fundador da ONG.





Em documento enviado ao ministro da Educação, os diretores de 17 agrupamentos de escolas de todo o país negam ter praticado quaisquer irregularidades na contratação de docentes, contrariando o argumento da tutela para a anulação desses contratos. O documento esclarece que todo o processo de contratação de professores nas escolas TEIP (Territórios Educativos de Intervenção Prioritária) decorreu com “seriedade” e “isenção”, garantindo o princípio de “transparência e igualdade de tratamento do universo de candidatos”.





Um estudo efetuado pelo Tribunal de Contas revela que cada aluno do ensino público custa ao Estado, em média, 4.415,45 euros por ano. O estudo, referente a 2009/2010, analisou 824 agrupamentos e 352 escolas frequentadas por 1.238.599 estudantes dos ensinos Básico e Secundário públicos.





A Federação Nacional dos Professores está contra os “cortes absolutamente inaceitáveis” no setor da Educação previstos no Orçamento do Estado para 2013 (OE2013), pelo que apela aos professores, educadores e investigadores para que escrevam aos grupos parlamentares e aos deputados com responsabilidade nas áreas da Educação, Ciência e Cultura – os endereços eletrónicos institucionais estão disponíveis em www.fenprof.pt.





O Conselho do Observatório Europeu do Sul (ESO), de que Portugal é membro, aprovou a construção do maior telescópio ótico/infravermelho do mundo, com um espelho de quase 40 metros de diâmetro – quatro vezes maior do que os existentes.









Entre 2005-2011, a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) registou 186 crimes praticados contra crianças e jovens em contexto escolar, traduzindo um aumento de 289%, dos nove registados em 2005 para os 35 em 2011. De acordo com a APAV, 52,3% das vítimas têm entre 11-17 anos de idade e 61% são do sexo feminino.





Um relatório divulgado pela Comissão Europeia sobre os salários e subsídios dos professores e diretores de escolas na Europa, em 2011/2012, revela que os professores portugueses estão entre os docentes europeus cujos salários foram mais afetados pela crise económica.





A Universidade do Porto começou a utilizar uma ferramenta digital de prevenção de plágio, que permite detetar material reproduzido apoiada em bases de dados internacionais.





A 31 de janeiro termina o prazo de submissão de trabalhos para o I Encontro TIC e Educação para alunos do Ensino Básico e Secundário que se realiza a 14 de junho de 2012 no Instituto de Educação da Universidade de Lisboa [Alameda da Universidade, 1649-013 Lisboa].





A Federação Nacional dos Professores decidiu ontem, 19 de julho, promover a realização de concentrações de docentes junto às direções regionais de educação. A iniciativa decorrerá ao longo da próxima semana, começando na Direção Regional de Educação do Norte (terça-feira, dia 24).





Todas as escolas do 1º Ciclo de S. João da Madeira vão passar a lecionar Mandarim. A decisão foi tomada pela Câmara Municipal, que pretende assim antecipar futuros contactos comerciais com o “maior mercado da Humanidade”. A medida vai avançar em janeiro de 2013 e o Executivo vai ainda pedir ao Ministério da Educação e Ciência para que numa escola do município possam funcionar turmas bilingues de Português/Mandarim, com ensino contínuo do 1º ao 12º anos.





Assinalando o início do ano letivo, a Federação Nacional dos Professores (Fenprof) está a realizar ações de rua um pouco por todo o país, alertando os pais e encarregados de educação (e a população em geral) para os problemas das escolas e dos professores. De acordo com a organização sindical, as escolas foram abrindo ao longo desta semana mostrando “grandes dificuldades” na organização e no funcionamento, “as quais tenderão a agravar-se à medida que o ano se desenvolva”.





Há crianças portuguesas que estão a emigrar para trabalhar e famílias que retiram os idosos das instituições para poderem beneficiar das suas reformas. O alerta é dado pelo comissário do Conselho da Europa para os Direitos Humanos, Nils Muiznieks, num relatório em que se debruça sobre o impacto da crise e das medidas de austeridade sobre os direitos humanos.





Até 17 de fevereiro a Fundação da Juventude recebe as candidaturas para o Programa de Bolsas de Investigação na Área da Cidade e da Arquitetura, desenvolvido em parceria com a Ordem dos Arquitetos/Secção Regional do Norte (AO/SRN).









A partir do próximo ano letivo, os passes sociais para os estudantes entre os 4 e os 23 anos vão ficar mais caros, uma vez que vai ser anulada a redução de 25 por cento nos passes, passando o desconto a ser feito mediante os rendimentos do agregado familiar.





A Associação Portuguesa de Educação e Formação de Adultos (APEFA) estima que quase um milhão de portugueses não têm qualquer nível de escolaridade. A associação defende mais eficiência na gestão de recursos.









O ministro da Solidariedade e da Segurança Social pretende incluir nos diplomas do Ensino Secundário as ações de voluntariado em que os estudantes participem.





Criação de 25 Laboratórios Associados em 11 anos, agregando mais de 6000 investigadores em várias áreas do conhecimento. “Estas estruturas têm tido um papel importante no desenvolvimento de investigação em áreas de fronteira e no apoio à política de ciência em Portugal”, diz Alexandre Quintanilha, presidente do Conselho de Laboratórios Associados. Ontem a Organização para a Cooperação Económica Europeia reuniu com investigadores portugueses, representantes de associações empresariais e governamentais para debater a crescente capacidade científica portuguesa.





Nova ferramenta da “Google Maps” vai permitir visitar monumentos históricos em várias cidades e espaços classificados como património mundial da UNESCO.





A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima e a Direção-Geral da Saúde vão realizar uma campanha de sensibilização para prevenir e combater a violência contra idosos. A campanha vai ser lançada no Dia Internacional de Sensibilização sobre a Prevenção da Violência Contra as Pessoas Idosas (15 de junho) e faz parte do projeto Títono – um programa financiado pela DGS e desenvolvido pela APAV para alertar a sociedade para a “realidade ainda obscura” da violência contra idosos.





A Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas (ANDAEP) está preocupada com o início do próximo ano letivo e pede autonomia completa para as escolas, para que se possam organizar.













No sentido de melhor conhecer os jovens do concelho no que toca às suas qualificações, experiências e ambições, a Capital Europeia da Juventude criou o Observatório de Juventude. O projeto pretende perceber a capacidade dos jovens bracarenses e definir estratégias para corresponder às suas necessidades, promovendo a empregabilidade através de iniciativas empreendedoras e de uma cultura de inovação.





Na primeira fase de candidatura ao Ensino Superior, que decorreu entre 16 de julho e 10 de agosto, concorreram 45.383 alunos (menos 1.295 do que em 2011). Nuno Crato reconhece que o número “tem baixado um pouco nos últimos anos”, mas contrapõe: “Queremos mais jovens no Ensino Superior. Para isso, temos de melhorar o Ensino Básico e Secundário, que têm aqui um grande papel, através de metas mais claras e mais rigorosas”.





3 de Maio: Dia Mundial da Liberdade de Imprensa

Mensagem do Sindicato dos Jornalistas





De acordo com um estudo promovido pela Fundação Fé e Cooperação, em parceria com a Escola Superior de Educação Paula Frassinetti e com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian, os voluntários missionários portugueses são maioritariamente mulheres, jovens, solteiros e com curso superior.





O ministro da Educação pretende reforçar o número de professores destacados para os 19 centros de Ciência Viva existentes em Portugal.





O Ministério da Educação e Ciência garante que o novo ano letivo vai começar, pela primeira vez, com psicólogos contratados (176). Também os professores destacados por condições específicas deverão ser colocados a tempo de iniciarem o ano nas escolas da sua preferência – são 1.673 docentes dos ensinos Básico e Secundário com doenças consideradas graves ou que têm a seu cargo familiares com o mesmo problema.





“O debate sobre o tema da reprovação está pouco informado, e muitas vezes as pessoas utilizam a reprovação como sinal de exigência e de qualidade do ensino, quando uma coisa não tem a ver com a outra”, adianta o coordenador do relatório sobre políticas de avaliação no ensino em Portugal, divulgado a 10 de abril, e analista principal na Direcção da Educação da OCDE - Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico, Paulo Santiago, em declarações à agência Lusa. 





Marçal Grilo, Pedro Lourtie e Machado dos Santos são alguns dos mais reputados especialistas sobre o Processo de Bolonha que irão participar neste encontro nacional que acontece dia 28 de março no Instituto Politécnico de Castelo Branco. Estarão ainda representadas sete universidades e catorze instituições politécnicas.





Dados do Ministério da Educação e Ciência apontam para mais de 13 mil professores do quadro sem atribuição de horário para o próximo ano letivo, ficando sujeitos a concurso de mobilidade interna e com um horizonte de desemprego.





Só em Português e Filosofia é que as médias subiram (algumas décimas) em relação à primeira fase dos exames nacionais do Ensino Secundário.





Até ao próximo dia 23 de março, a Casa da Juventude de Esposende tem patente uma exposição de bonecas em pasta papel, denominada “Pimpolhas”. Da autoria da designer Fabíola Capelão, esta mostra pode ser visitada de segunda-feira a sexta-feira, das 8h30 às 20h30, e ao sábado das 9h às 18h.





Dias Mundiais assinalados em Montemor-o-Novo com atividades próprias na reserva natural do parque Monte Selvagem. Estão preparados programas especiais para os dias da Árvore e Mundial da Floresta, a 21 de março e Dia Mundial da Água, a 22 de março. Desde jogos e experiências a atividades de sensibilização ambiental para o público de todas as idades.





No próximo ano letivo deixam de funcionar 239 escolas do 1º Ciclo, aumentando para 3.720 o número de estabelecimentos encerrados desde 2005.





O concurso para contratação de licenciados em Desporto para as Atividades de Enriquecimento Curricular (1º Ciclo do Ensino Básico) a desenvolver em Guimarães no âmbito da Capital Europeia do Desporto 2013 – que privilegiava quem estivesse disposto a fazer voluntariado – foi anulado pela Cooperativa Tempo Livre.





A Associação Mãos à Obra - AMO Portugal está a preparar para dia 24 de março um novo “Limpar Portugal”. Esta iniciativa estreou-se em 2010. Até agora foram identificados os principais locais para a intervenção por todo o território português.





A Faculdade de Direito da Universidade Católica Portuguesa, em Lisboa, e a Revista do Ministério Público promovem nos dias 15 e 16 de Março, a partir das 9h30, um amplo debate sobre a Reforma do Processo Civil, atualmente em discussão pública.





A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) prevê que em 2020 haja 204 milhões de jovens com formação superior, no total dos 34 países que compõem a organização. No total, em 2020, haverá mais 75 milhões de pessoas com formação universitária do que dez anos antes.





A Federação Nacional dos Professores denunciou ontem, em conferência de imprensa, que as recentes medidas do Ministério da Educação e Ciência vão extinguir 25 mil horários das turmas, criar milhares de horários-zero e atirar para o desemprego milhares professores. Segundo Mário Nogueira, “desempregados vão ficar praticamente todos os professores contratados” (15 a 20 mil) e “entre sete a oito mil professores ficarão com horário-zero”.





Empresa do Porto cria curso de artes marciais de defesa pessoal para professores. A ideia é ensinar os profissionais do ensino a lidar com insegurança e casos de violência em contexto escolar.





A prática regular de atividades físicas aumenta entre 5 a 13% a mineralização óssea dos adolescentes, contribuindo para uma eficaz prevenção primária da osteoporose, a conclusão é de uma investigação conduzida pelo Laboratório de Exercício e Saúde da Faculdade de Motricidade Humana – Universidade Técnica de Lisboa publicada na revista científica Journal of Strength and Conditioning Research.





O VII Curso de Verão - Círculo de Saberes promovido pelo Instituto de Educação da Universidade do Minho tem como tema “Novas e Velhas Desigualdades Sociais e Educacionais: Outros Dilemas e Desafios Para Educadores e Comunidades?”.





O número de vagas para os cursos do Ensino Superior foi congelado pelo Governo; se as universidades quiserem aumenta-lo vão ter de provar a empregabilidade dos cursos. O despacho foi publicado esta semana.





O Ministério da Educação e Ciência (MEC) anunciou o encerramento de 20 Centros Novas Oportunidades (CNO): 14 por não terem cumprido as “metas contratualizadas” e seis a pedido dos próprios promotores. Entretanto, está em curso um processo de avaliação do programa Novas Oportunidades.





A pensar na inclusão social das crianças com deficiências, Leonor Pereira, mestre em Engenharia Têxtil pela Universidade do Minho, criou uma linha de brinquedos para tocar e ver. São coloridos, com texturas e materiais diferentes e foram concebidos “expressamente a pensar em crianças com dificuldades visuais”, sublinha a investigadora.





As médias das provas de aferição de Matemática e de Língua Portuguesa (1º Ciclo do Ensino Básico) baixaram 14,4 e 2,5 por cento, respetivamente, em relação a 2011.





A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) admite avançar para tribunal no sentido de suspender o despacho do Ministério da Educação e Ciência (MEC) sobre a organização do próximo ano letivo, publicado no dia 5 de junho.





No início do ano de 2012, o fantasma do desemprego assombra milhares de trabalhadores portugueses. No terceiro trimestre de 2011, o Instituto Nacional de Estatística (INE) registava mais de 138 mil jovens desempregados, entre os 16 e os 24 anos. No total de população ativa mais de 689 mil pessoas estão à procura de emprego. O Governo português estima que este ano a taxa de desemprego suba dos 12,4%, registados no penúltimo trimestre de 2011 para os 13,4%. Ajudar os jovens deve ser uma prioridade, recomenda a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), num dos seus últimos relatórios sobre a situação económica mundial.





Apelidado como o “fotógrafo dos povos em movimento e sem pátria”, Rogério Ferrari acaba de publicar um novo livro intitulado “Ciganos”. Este trabalho fotográfico resulta de uma itinerância de três meses pelas comunidades ciganas da Bahia, realizada entre 2010 e 2011.





O estudo Quanto Custa Estudar no Ensino Superior Português, coordenado por Luísa Cerdeira, da Universidade de Lisboa, revela que o número de estudantes do Ensino Superior que pediram empréstimo bancário aumentou de 1,6% em 2004/2005 para 4,9% por cento no ano letivo passado.





O Relatório de Implementação do Processo de Bolonha 2012, divulgado pela Eurydice, revela que Portugal foi o segundo país, de entre os 47 que compõem a Área Europeia do Ensino Superior (EHEA), que mais estudantes perdeu entre os anos letivos 2003/2004 e 2008/2009.





“Nós Fazemos Parte”, é o tema do IV Encontro de Intervenção Precoce de Esposende que pretende ser um espaço privilegiado de reflexão e de debate acerca de questões actuais nas práticas de Intervenção Precoce. Acontece no próximo sábado, dia 10 de Dezembro, no Auditório Municipal de Esposende.





14/15 de Outubro




Os estudantes do Ensino Superior estão a contrair mais empréstimos este ano. De acordo com a SPGM, citada pela agência Lusa, nos primeiros três meses deste ano, os alunos contraíram 1437 empréstimos com recurso a garantia mútua, num valor médio de 2,6% acima do ano letivo anterior.





São cada vez menos os que procuram aulas de Português no estrangeiro. De acordo com números oficiais, a procura caiu 26%, ou seja, haverá menos nove mil alunos no próximo ano letivo, relativamente aos inscritos este ano.





A Educação para o Desenvolvimento Sustentável no currículo, nas práticas escolares e na sociedade: um debate organizado pelo Conselho Nacional de Educação. 





“Queremos dar, na formação inicial de professores, mais peso aos conteúdos. Ninguém pode ensinar muito bem se não dominar aquilo que vai ensinar. E estamos a introduzir uma prova de acesso à carreira docente, que, aliás, está na lei, mas que vai este ano ser implementada”, anunciou Nuno Crato, no final de um almoço no American Club (Lisboa), onde falou das medidas que o Governo está a desenvolver na área da Educação.





O Ministério da Educação e Ciência (MEC) anunciou a intenção de implementar projetos de intervenção precoce na área dos comportamentos violentos, mantendo ao mesmo tempo ações de formação para professores e assistentes operacionais, de forma a dotá-los de instrumentos e estratégias preventivas.





FENPROF teme despedimentos





Os alunos do 1.º ciclo do ensino básico do concelho de Esposende vão praticar a modalidade de minigolfe, no âmbito das atividades de enriquecimento curricular ligadas à prática desportiva.





Formar técnicos de intervenção junto das famílias é o propósito do Mestrado em Ciências da Família, que arranca hoje na Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Católica Portuguesa.





O tema “Ricos, pobres, indignados” vai servir de mote para o PortoCartoon - World Festival de 2012. O regulamento convida à participação de cartunistas de todo o mundo.





Levada a cena pela Jangada Teatro, a adaptação de “Frei Luís de Sousa” de Almeida Garrett, é a peça que esta terça-feira, 7 de Fevereiro (14h30), assinala o início de uma edição de Teatro para Escolas, no Teatro Circo em Braga.





Trata-se de um mecanismo de apoio aos estudantes carenciados. O Instituto Politécnico de Leiria (IPL) criou um Fundo de Apoio Social ao Estudante (FASE) que tem por base 1% do valor das propinas dos 1.º e 2.º ciclos e dos Cursos de Especialização Tecnológica (CET). Nuno Mangas, presidente da instituição, manifestou-se preocupado com a falta de recursos financeiros que impedem os alunos de completar os seus estudos superiores. “É uma questão que transcende o foro pessoal. É uma questão social e até civilizacional, à qual temos de dar uma resposta firme e determinada”.





Orientação profissional e literacia atingidas pelos cortes nos fundos escolares (26 Dez)
Como cortes de gastos estão a penalizar as escolas, apesar das promessas da coligação (26 Dez)
Professores do ensino primário renunciam depois de insultos aos alunos via Facebook (23 Dez)





Escolas primárias enfrentam risco de perda de financiamento público (19 Dez) 
Michael Gove acusado de promover a selecção de alunos nas escolas públicas (17 Dez)
Adolescentes sem aulas de TIC obrigatórias nas escolas secundárias (14 Dez)





Proibição de protesto na Universidade de Birmingham foi “agressivo e censura” (11 Dez)
A escola de Harrow discute com a população o direito a fazer caminhadas nos seus terrenos (11 Dez)
Michael Gove propõe limites ao crescimento das escolas privadas (10 Dez)
Reformas do ensino superior: a raiva é cada vez maior (5 Dez)

 





06-12-2011
Quase 4 milhões de crianças na Grã-Bretanha não possuem um livro (5 Dez)
A programação deve ter um lugar nas nossas escolas (4 Dez)
Música na escola: Michael Gove soa a nota optimista (4 Dez)
Partido Trabalhista quer ensinar às crianças o que é o jogo (3 Dez)




















Combater a crise passa por investir na qualidade da educação. A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) alerta os governos para o perigo do desinvestimento público no sector do ensino, chamando a atenção para os custos sociais e individuais do abandono escolar e da falta de qualificação.





Pretendem ser um contributo para o debate em torno da Educação Ambiental. As II Jornadas de Art’ Ambiente realizam-se nos dias 4 e 5 de Novembro na Universidade de Aveiro. E são dirigidas a educadores, professores e técnicos.





Os sindicatos de professores e de alunos expressam preocupação pelas novas medidas “anti-terror” sobre estudantes depressivos e anti-sociais.   





Sentem-se lesados pelas colocações determinadas na segunda bolsa de recrutamento, os professores convocados pela Federação Nacional dos Professores (FENPROF), juntam-se hoje em frente às instalações do Ministério da Educação e Ciência, em Lisboa, numa manifestação que Nuno Crato afirma não ter "razão de ser". O protesto tem início às 15h00.





A Polícia Municipal de Sintra está a desenvolver uma operação especial, junto às escolas do concelho, para detectar e resolver eventuais "pontos negros" que possam gerar insegurança.





Vivemos numa “sociedade de risco”. Sobre este pressuposto,  o Conselho Nacional de Educação (CNE),  aprovou um projecto de Recomendação sobre “Educação para o Risco”. 





Os programas e-Escolinhas e e-Escolas vão ser reavaliados durante este ano lectivo para saber se o dinheiro aplicado está a ter retorno, disse hoje, em declarações à agência Lusa, o secretário de Estado do Ensino e Administração Escolar.





O Visionarium, centro de Ciência em Santa Maria da Feira, planeou a semana de 28 de Setembro a 1 de Outubro para divulgar junto dos professores o plano de actividades e projectos pensados para as escolas neste ano lectivo de 2011/2012.





Ginásios, papelarias e bares, são serviços que vão ser afectados pelos cinco mil assistentes operacionais a menos colocados nas escolas. Á parte estes serviços, é no acompanhamento aos alunos com necessidades educativas especiais que mais se poderá sentir a falta destes profissionais, lê-se na edição de hoje do Diário de Notícias.





Sindicatos e Ministério da Educação estão neste momento a discutir o modelo de avaliação de professores









O Ministério da Educação e Ciência não se compromete com o fim ou manutenção das quotas no modelo final de avaliação de professores.





Hoje é o primeiro dia da ronda negocial sobre o novo modelo de avaliação de professores. Para já a proposta de Nuno Crato deixou os sindicatos com dúvidas quanto às reais intenções do Ministério da Educação e Ciência (MEC). A primeira prende-se com a isenção prevista aos professores no topo da carreira.





O ano lectivo de 2011/12 começa com uma novidade, a aplicação do novo acordo ortográfico ao sistema educativo. As alterações vão simplificar a grafia a cerca de 13 mil palavras. E a partir de 1 de Janeiro de 2012 todos os documentos públicos terão de ser escritos segundo as novas regras. Mas o acordo está longe de ser consensual.









Comissão Europeia revela dados sobre os progressos nos sistemas de ensino dos Estados-Membros, na última década.





Comunidade Autónoma de Madrid anuncia a criação de escolas de excelência com os “melhores professores” para os alunos com notas elevadas que queiram aspirar a uma educação de topo.





Vídeo, fotografia, música, media, escrita criativa, design e letra. O “Grande C”, um concurso de criatividade dirigido a alunos com idades entre os 12 e os 20 anos, vai premiar trabalhos originais em qualquer destas categorias. O prazo de inscrição termina a 31 de Março, a recepção de trabalhos faz-se até 21 de Abril.





De 20 a 22 de Maio, a Escola Secundária Abel Salazar vai homenagear o seu patrono.





Passagem da Universidade do Minho a fundação em discussão.





Miguel Ángel Santos Guerra em entrevista para ler na revista a Página, edição de Primavera, à venda dia 21 de Março.





A contestação de dia 12 marca o princípio de uma nova jornada de luta com os professores de regresso às manifestações de rua.





O programa usado para despistagem de plágio nas cartas de motivação, constantes nas candidaturas ao ensino superior britânico, mostrou que pelo menos 10 por cento dos textos submetidos à análise era idêntico ao de outros candidatos ou a exemplos online.














  
Publicidade


Voltar ao Topo